Autor Tópico: Fotografando nossos relógios  (Lida 195682 vezes)

nilomis

  • Visitante
Fotografando nossos relógios
« Online: 17 Setembro 2009 às 14:06:32 »
Todos nós desejamos, de tempos em tempos, fotografar nossas “jóias” e, quase que sempre, obtemos resultados muito longe do desejado.

Há neste fórum excelentes fotógrafos e cada um parece ter uma receita diferente das demais:

- “Use luz diurna, no fundo do quintal, entre as 16:15 e 16:45”.
- “Só fotografe com a máquina no automático”.
- “Corrija com Photoshop, mudando o gamma ...
- "Para tirar boas fotos é necessário uma câmera com XX mega pixels ou mais".
- Etc.

As minhas primeiras tentativas, a despeito de contar com uma máquina fotográfica bem decente, foram muito pouco animadoras e, como sou teimoso, decidi me "fuçar" mais neste assunto.

Observem, por favor, que estou aprendendo. Tomem as informações aqui contidas como parte de um processo de aprendizado.

Como tudo na vida, tomem estas informações com as devidas restrições e mesmo porque no fundo tratam de uma experiência pessoal e para eu fotografo para agradar a um único “cliente”, que sou eu mesmo.

Mas vamos começar:

Definições

Primeiro algumas definições, para que todos nós falemos a mesma língua e possamos navegar ao longo deste mar de siglas.

TermoDescrição
Point and Shoot / Máquina automáticaSão as máquinas “amadoras” que se caracterizam por terem recursos, e preços, mais limitados.
Observe que pode-se obter, e se obtém, ótimos resultados com a maioria destas câmeras.
DSLRSão as câmeras do tipo “Digital Single Lens Reflex” ou semi-profissionais/profissionais.
Caracterizam-se, além do preço mais elevado, por uma ampla gama de recursos e, principalmente, pela facilidade de poder-se trocar as lentes.
Note que os resultados obtidos com uma DSLR pode ser melhor do que os obtidos por uma “point and shoot” mas nem sempre.
As DSLR exigem um investimento em tempo e estudo (do bendito manual) muito maior.
Mega PixelÉ a contagem do número de elementos sensíveis que o sensor (o filme digital) representa.
Nem sempre uma máquina com mais elementos (pixel) irá produzir imagens melhores.
Isto depende de vários fatores como a qualidade das lentes, do sensor etc.
ISOEm fotografia, sensibilidade ISO é a medida da sensibilidade de superfícies sensíveis à luz (filme fotográfico ou sensor de imagem).
Também é conhecido como velocidade ISO ou, em inglês, “ISO speed”.
O índice de exposição ou de sensibilidade do filme segue uma escala do padrão ISO que agrupa as escalas ASA (americana) e DIN (alemã).
Observe-se que ISO foi criado para filme e o uso em digitais é ... um ajuste.
Quanto maior o ISO maior é a sensibilidade. Note-se que quando maior a sensibilidade, maior será o “ruído” (ou sujeira) na foto.
Em geral as máquinas respondem bem com fatores ISO de 100 até 400. Mais que ISO 400 o ruído aparece, “sujando” a foto.
Velocidade ou Tempo de exposiçãoÉ o tempo, medido em segundos ou fração, em que o obturador permanece aberto expondo o filme ou o sensor digital.
Maior velocidade requer mais sensibilidade ISO e/ou maior abertura da lente.
Abertura da lenteÉ o ajuste da “íris” da lente e é medido em “F-stop”.
Quanto maior este número mais fechada ficará a íris, passando menos luz para o filme/sensor mas tem efeito sobre a profundidade de campo/foco.
A abertura tem também efeito sobre o foco e a profundidade de campo.
Menor a abertura (maior o F-stop) maior será a profundidade de foco (mais partes do objeto aparecerão focadas).
Balanço de cores ou de brancoEm câmeras digitais, regula a compensação eletrônica para um dado conjunto de condições de iluminação.
No caso simples temos que considera a temperatura da iluminação caso contrário as fotos ficarão com cores azuladas ou avermelhadas.
Isto é extremamente comum, principalmente, se tirarmos fotos com luz incandescente ou de filamento.
Macro fotografiaPor definição é a fotografia de pequenos seres,  objetos ou detalhes que normalmente passam despercebidos no nosso dia-a-dia;
são fotografados em seu tamanho natural ou levemente aumentados através de aproximação da câmera ou fazendo uso de acessórios destinados a este tipo de fotografia;
as macro fotografias são normalmente exibidas em tamanho bastante ampliado para maior impacto visual.



Conheça a câmera

Pode parecer óbvio mas poucos de nós conhecemos bem os equipamentos que usamos.
O manual da câmera, sem qualquer exceção, é um poço de chatice e poucos tem a paciência necessária para esta leitura.

Vou tentar sumarizar os pontos importantes que qualquer câmera normalmente tem:

- Modo Macro

Este é o recurso que permite tirar fotos “de perto”. Normalmente é representado pelo símbolo:



Um problema que ocorre no “modo macro” é que ele geralmente exige uma velocidade baixa (tempo de exposição mais longo) o que pode produzir fotos tremidas.

Uma opção para resolver este problema é o uso de um tripé (altamente recomendado) ou que se use uma outra alternativa para fixar a máquina.
Ver em seguida o tópico “self timer”. Reafirmo que um tripé é fundamental.

- Self Timer

A maioria das máquinas tem esta função (que originalmente foi criada para tirar fotos de nós mesmo) mas ela é extremamente útil para fotos de relógios.

Usando esta função podemos acionar o disparador e sair de perto da máquina e do relógio, evitando assim “aparecer na foto”.
Já vi fotos bastante boas onde se pode ver no reflexo que o fotografo estava de ... cuecas!!

Outra vantagem desta função é que ao acionarmos o disparador qualquer tremor causado por esta ação será dissipado pois a foto somente ocorrerá alguns segundos mais tarde.

- Foco

O maior problema em se fotografar um objeto de perto, como um relógio, é o foco.

Não há programa de computador, ainda, que conserte uma foto sem foco (só nos filmes - ver C.S.I, por exemplo, isto existe mas ... é só filme).

Caso a máquina permita, o ideal para fotos em modo macro é colocar o foco em modo manual.
Assim podemos focar o exato detalhe que queremos fotografar (Há uma “lei” não escrita que diz que o foco em um mostrador deve estar na marca ou logo do relógio).

Caso o foco seja só automático a solução é tirar um monte de fotos e achar a que ficou mais em foco.

- Abertura

Como já foi visto nas definições, quando maior a abertura (F-stop menor) menor será a “profundidade” do foco. Isto quer dizer que com uma menor profundidade, menos partes ficarão em foco.

Isto pode ter lá as suas finalidades artísticas mas como, no geral, queremos mostrar a peça inteira, o ideal é usar uma abertura pequena (F-stop grande).

Normalmente eu uso aberturas entre F11 e F28 (quando a lente aguenta).

Em qualquer caso não se deve usar a abertura máxima de uma câmera/lente ou a mínima pois isto pode ressaltar as imperfeições das lentes.

Preparação

Parece óbvio mas devemos verificar se o relógio está bem limpo.

É impressionante como uma foto, ainda mais em modo macro, destaca qualquer pontinho de sujeira e, ainda mais, as nossas impressões digitais.

Limpe o relógio, se for “diver” lave o mesmo (escova de dente de nenê, sabão neutro e água morna), e tenha sempre por perto um destes paninhos de microfibra que servem para limpar óculos.

O restante depende da arte do fotógrafo e do destino que se quer dar para a foto (artística, destaque para alguma característica, vender o mesmo etc.).

Iluminação

A menos que o seu relógio seja de metal fosco e que tenha um anti-reflexo perfeito a peça irá refletir a luz e isto é um grande desafio neste tipo de fotografia.

Tirar uma foto de um relógio ou de qualquer objeto brilhante com o sol brilhando é virtualmente impossível.

Outra coisa muito difícil é fotografar com luz de tungstênio (amarela).
Não há câmera neste mundo que ajuste o balanço de cores corretamente para luz de tungstênio e todos já viram aquelas fotos avermelhadas que aparecem sempre.

Felizmente alguém inventou alguma técnicas para difundir a luz, o que irá minimizar os reflexos.

Eu uso uma “caixa de luz” que nada mais é do que uma embalagem de plástico onde colei umas folhas de papel vegetal. Ponho o relógio e os outros participantes da cena dentro e giro a caixa até que os reflexos estejam sob controle.

Para fotos com luz artificial (a maioria que tiro são assim – só posso fotografar de noite) uso um arranjo um pouco diferente e ainda estou por determinar o melhor processo.

Vejam aqui o arranjo que uso:



Observem que a minha "caixa de luz" foi feita em casa usando uma caixa de plástico que foi envolta em papel vegetal (para difundir a luz ainda mais).

Os dois refletores (na verdade lâmpadas de mesa das baratinhas) estão equipados com luz do tipo fluorescente.

Outra possibilidade do arranjo:



Aqui, mudei a luz para dentro da caixa e uso um papel como refletor.

O resultado, até que ficou (acho) relativamente bom.



Fotografando

Lembrem-se, em especial os mais antigos (“vintage” fica melhor), que fotos digitais não custam.

Tire um monte delas e escolha as que ficarem melhor.

Não se limite, experimente até achar uma técnica que produza fotos que você goste.

Depois de fotografar

Tiradas as fotos, importe as mesmas para o seu computador e (isto é muito pessoal) faça retoques mínimos com algum software que você tenha.

Um ponto importante, se o teu software permite, é ajustar o balanço tonal de forma que o branco fique branco, se for o caso.

Nesta fase é muito importante ajustar o enquadramento, cortar aquilo que v. não goste e pronto.

Qualquer dia entro em mais detalhes sobre este processo e principalmente sobre o enquadramento.

Conclusão

Fotografar relógios é uma atividade cheia de desafios mas altamente recompensadora.

É um “barato” quando se obtém bons resultados e acreditem ... é mais fácil do que parece.

Abs,

Nilo

Offline gilvvm

  • Membro Sênior
  • ****
  • Mensagens: 455
    • Ver perfil
    • Log3D Design
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #1 Online: 17 Setembro 2009 às 14:30:09 »
Muito bom o tutorial Nilo!

Super didático e bem resumido, deve ajudar bastante aos principiantes em fotografia.

Offline Savio84

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 870
    • Ver perfil
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #2 Online: 17 Setembro 2009 às 14:43:41 »
Parabens pelo Tutorial Nilo, sera de extrema valia !!! ;)

O uso do papel vegetal, para difundir a luz ajuda bastante mesmo !!! :D :D


rlessa

  • Visitante
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #3 Online: 17 Setembro 2009 às 14:44:14 »
Nilo
grato por compartilhar sua experiência.. ;)

Offline fabs77

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 986
    • Ver perfil
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #4 Online: 17 Setembro 2009 às 15:21:44 »
Nilo,

show de bola, hein?
Parabéns pela iniciativa!  ;)

Abração!

Fabiano
Fab´s .'. 

“Time is more valuable than money. You can get more money, but you cannot get more time.”
 Jim Rohn

Offline igorschutz

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 7.701
  • Santo Anjo do Senhor de piroquinha
    • Ver perfil
    • http://igorschutz.blogspot.com/
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #5 Online: 17 Setembro 2009 às 15:37:38 »
MUITO BOM!

Parabéns pela iniciativa e muito obrigado por compartilhar suas experiências.

Um abraço,

Igor
Opinião é como bunda: todos têm a sua. Você dá se quiser.
Opinião é como bunda: você dá a sua e eu meto o pau.

NÃO ACREDITE NO QUE 'FALAM' AQUI, ESTUDE BEM E TIRE SUAS PRÓPRIAS CONCLUSÕES

Alberto Ferreira

  • Visitante
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #6 Online: 17 Setembro 2009 às 17:51:59 »
Salve!

Legal, Nilo.

Grato por compartilhar e ensinar.  8)

Abraços,
Alberto

Offline Daniel Eira

  • Moderador Global
  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 1.122
    • Ver perfil
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #7 Online: 17 Setembro 2009 às 19:31:02 »
Nilo,

Excelente tópico! Parabéns!!! E muitissimo obrigado por compartilhar.  :D

Abs

Daniel
Membro do RedBarBrazil
Siga @Watchfy

Offline HumbertoReis

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 2.479
    • Ver perfil
    • Página Pessoal
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #8 Online: 17 Setembro 2009 às 19:45:39 »
Então vamos experimentar a novidade com força já no próximo trimestre!!

Offline Glauco GM

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 720
    • Ver perfil
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #9 Online: 17 Setembro 2009 às 20:01:09 »
Obrigado Nilo !

agora, mãos à obra ! 
Já estou bolando como fazer minha caixa de luz, acho que
vou usar uma daquelas banquetas de plástico envolta com
papel vegetal.

abs

Glauco

Offline C.Osti

  • Membro hiperativo
  • ***
  • Mensagens: 102
    • Ver perfil
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #10 Online: 17 Setembro 2009 às 20:32:35 »
Nilo, obrigado pelo tutorial, excelente!

Farei uma caixa de luz e vou praticar bastante, depois mostrou o resultado.

Abraços

Carlos Osti

Offline fabs77

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 986
    • Ver perfil
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #11 Online: 17 Setembro 2009 às 20:47:17 »
Moderadores,

esse tópico não poderia ser transferido para os "clássicos"?
Acho que seria muito interessante manter esse tópico evidente.

Abraços!

Fabiano
Fab´s .'. 

“Time is more valuable than money. You can get more money, but you cannot get more time.”
 Jim Rohn

Offline igorschutz

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 7.701
  • Santo Anjo do Senhor de piroquinha
    • Ver perfil
    • http://igorschutz.blogspot.com/
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #12 Online: 17 Setembro 2009 às 20:51:43 »
E apoio!

Um abraço,

Igor
Opinião é como bunda: todos têm a sua. Você dá se quiser.
Opinião é como bunda: você dá a sua e eu meto o pau.

NÃO ACREDITE NO QUE 'FALAM' AQUI, ESTUDE BEM E TIRE SUAS PRÓPRIAS CONCLUSÕES

Offline FSV

  • Membro Sênior
  • ****
  • Mensagens: 458
    • Ver perfil
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #13 Online: 17 Setembro 2009 às 23:38:36 »
Prezado Nilo :

Deixou os "cents" de lado e mandou logo uma "bolada", com um montão de zeros...  ;D

Tutorial esplêndido, altamente didático e (mais uma) prova do seu desprendimento em compartilhar conhecimento técnico e gosto (amor?) pela horologia e assuntos correlatos !!  ;)

Grande abraço, Flávio.
"Os piores demônios são os demônios da cabeça!" (José Mojica Marins)

ACPavanato

  • Visitante
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #14 Online: 18 Setembro 2009 às 07:06:47 »
Grande " professor" Nilo!
Ontem após fazer a leitura completa do seu post, coloquei-me a fotografar um Seiko para por em prática a primeira "aula".
Confesso que " sofri" por demais, e após ter tirado umas 100 fotos, o resultado ainda é péssimo.  :'(
Fiz inúmeras regulagens, mudei posicionamento das lâmpadas, apaguei tudo, acendi tudo de novo, velocidade, abertura, iso, etc. e etc. e nada!
Hoje vou para minha segunda aula prática, e se as coisas melhorarem, aviso com certeza!

Parabéns pela iniciativa e obrigado pela ajuda prestada à nós participantes aqui do fórum.  ;)

Abraços!

ACPavanato

nilomis

  • Visitante
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #15 Online: 18 Setembro 2009 às 07:39:23 »
Turma,

Obrigado pelos comentários. No final de semana irei fazer uma atualização, corrigindo (eu não, minha filha) os erros de português.

Em tempo: "Se me esqueci" ...

Aos felizes proprietários de máquinas DSLR, a lente que normalmente vem com a máquina é ... média, no máximo.

Enquanto não criei coragem e comprei uma lente macro ... tirava fotos bem melhores com uma Sony automática.

Atualmente, uso esta lente: Canon EF 100mm f2.8. Mais sobre este "setup" ... um dia.

O site do link também tem ótimas análises de lentes "daquela outra máquina" (Nikon ... he he).

Impressionante como no mundo das câmeras a briga Canon x Nikon é bem mais feia do que a Omega x Rolex.

Abs,

Nilo

Offline paulorocha

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 1.276
  • Tocando a vida a Golpes de Martelo!
    • Ver perfil
    • Diletante Compulsivo
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #16 Online: 18 Setembro 2009 às 07:55:46 »
Parabéns pelo tutorial Nilo! Muito bom.



Um abraço
Um grande abraço

Paulo Rocha

Alberto Ferreira

  • Visitante
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #17 Online: 18 Setembro 2009 às 10:45:39 »
Legal, Nilo!

Como proposto por alguns amigos, e eu também penso assim, após a sua "revisão", eu creio que seria mesmo o caso de transferirmos as partes relevantes (ou seja, talvez sem os nossos comentários e cumprimentos, apenas o seu tutorial e comentários) lá para a área dos "Clássicos".

Os cumprimentos são mais que justos! E ficam aqui.

Mas, por sua relevância didática, o seu tópico deveria estar lá mesmo! Com a devida "clareza" e para usos futuros.

E se os amigos me permitirem, eu farei isso.

Abraços!
Alberto

Offline FALCO

  • Moderador Global
  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 2.456
    • Ver perfil
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #18 Online: 18 Setembro 2009 às 10:58:07 »
...
Aos felizes proprietários de máquinas DSLR, a lente que normalmente vem com a máquina é ... média, no máximo.
Enquanto não criei coragem e comprei uma lente macro ... tirava fotos bem melhores com uma Sony automática.
...

O kit da Nikon D40 + lente nikkor 18-55 custa na Amazon us$ 469.99
Apenas uma lente BOA Nikkor 17-55 custa us$ 1,279.95

A lente que vem no kit é um lixo.
Por que será que o kit da DSLR custa o mesmo que uma boa "Prosumer"?
FRM: contra argumentos, não há fatos !!!

Offline gilvvm

  • Membro Sênior
  • ****
  • Mensagens: 455
    • Ver perfil
    • Log3D Design
Re: Fotografando nossos relógios
« Resposta #19 Online: 18 Setembro 2009 às 11:09:48 »
Turma,

Obrigado pelos comentários. No final de semana irei fazer uma atualização, corrigindo (eu não, minha filha) os erros de português.

Em tempo: "Se me esqueci" ...

Aos felizes proprietários de máquinas DSLR, a lente que normalmente vem com a máquina é ... média, no máximo.

Enquanto não criei coragem e comprei uma lente macro ... tirava fotos bem melhores com uma Sony automática.

Atualmente, uso esta lente: Canon EF 100mm f2.8. Mais sobre este "setup" ... um dia.

O site do link também tem ótimas análises de lentes "daquela outra máquina" (Nikon ... he he).

Impressionante como no mundo das câmeras a briga Canon x Nikon é bem mais feia do que a Omega x Rolex.

Abs,

Nilo

Bela lente. Também sou Canonzeiro  ;D e tenho uma lente 50mm macro mas a minha é mais antiga ainda não é USM.