Exibir mensagens

Esta seção lhe permite ver todas as mensagens deste membro. Note que você só pode ver as mensagens das áreas às quais você tem acesso.


Mensagens - Adriano

Páginas: [1] 2 3 ... 329
1
Fórum principal / Re:Serial dos relógios Omega
« Online: 23 Junho 2020 às 18:09:38 »
De maneira resumida, buscando na minha memória/experiência, em regras gerais:

- até década de 1980 (ou da fundação até fusão ASUAG com SIHH), todo mecanismo, mecânico ou quartz, tinha número de série.
- e nenhuma caixa tinha número de série (exceto relógios de bolso que tinham um número esquisito)

- ao longo da década de 1980, algumas coisas tiveram número de série, outras não. Na verdade muita coisa não teve número de série algum, nem em mecanismo, nem em caixa. Derivados de 2890, 2892, 7750, tem um monte sem número nenhum, a não ser que fosse COSC (raros). Em quartz, menos ainda.

- década de 1990 e começaram a fazer COSC de novo, que obrigatoriamente tinham número de série, mas o que não era COSC não tinha número na máquina
- e ao mesmo tempo as caixas começaram a receber números de série, pela primeira vez.

- meados de 1990 até hoje, toda caixa tem número de série, que é o mesmo da máquina (se tiver)
- mecanismos quartz continuaram sem número de série a não ser que fossem COSC ou alguma coisa especial, mesmo tendo número na caixa.

Ou seja, pelos últimos 40 anos, não vai encontrar número de série nos mecanismos quartz nem em mecânicos sem COSC (1150, 1140, 1143, 1108, 1138, 3220) e sem ser Lemania também (como o 861/1861 e afins, que sempre seguiram numerção da Lemania).


Resumo: até década de 1980, só máquina tem número
Década de 1980 e 1990, tem relógio com número na máquina mas sem número na caixa, tem relógio com número na caixa mas sem número na máquina, e tem sem nenhum dos dois

Anos 2000 para frente: os quartz continuam sem número na máquina e os mecânicos sem COSC (exceto Lemania) também, mas toda caixa tem número.

E considerando que praticamente tirando o Lemania, há uns 15 anos a Omega nem tem mais mecânico sem COSC, pode-se considerar que de lá para cá, todo mecânico tem número na caixa e máquina e que TEM QUE ser iguais. Exceto se foram trocados em alguma manutenção em que não pode ser mantido o mesmo (de um ou de outro) e aí a Omega fornece um certificado com os novos números.

Abs.,

Adriano

Abs.,

Adriano

2
Fórum principal / Re:Serial dos relógios Omega
« Online: 23 Junho 2020 às 17:01:00 »
Bom dia.

Todo Omega tem, mesmo quartz.

Vc consegue aproximar o ano de fabricação. 
Tem um site mas não está  vindo a cabeça  agora pois voltei do treino.

Os foristas podem te mostrar.

Não é todo Omega que tem não, PRINCIPALMENTE se for quartz.

Abs.,

Adriano

3
Fórum principal / Re:Calatrava New Manufacture 2019
« Online: 23 Junho 2020 às 14:46:25 »
O que o cara não sacou é que a discussão não é se o mostrador é bonito ou não...

Não é de hoje que a indústria tem vivido desse tipo de situação, mas não esperava que isso chegasse na Patek.

E não faz muito, eu apontei aqui mesmo, de leve, coisas do mesmo gênero... Coisa que não é o que parece... ou que parece, mas só por cima... Eu NUNCA posso falar tudo o que acho, nem o que vejo.

Uma vez quando apontei que um certo modelo de uma certa eu preferia com ETA 2824 do que com a "nova e maravilhosa" máquina in-house, fui criticado e insinuaram que eu preferia o ETA porque era mais barato, porque sou duro e não tenho dinheiro para comprar o in-house... Preferi nem explicar (ainda mais tecnicamente) por que eu preferia o ETA...

Vai nessa, vai sendo feliz com as informações de press-releases...

Abs.,

Adriano

4
Cara, mas os nomes são fantásticos! Todos no estilo "Rochefoulcald" (pronuncia-se roche-fucô).  ;D ;D ;D

Abraços!

Adriano

5
Fórum principal / Re:Omega Aqua Terra
« Online: 15 Maio 2020 às 20:24:15 »
Esse teste deve estar errado. Se o aparelho não estiver programado para o lift angle certo para um mecanismo Co-axial e em um modo de teste especial, não dá para considerar esse resultado.

Abs.,

Adriano

6
Fórum principal / Re:Qual é o relógio??
« Online: 17 Abril 2020 às 21:47:19 »
Esse relógio "duplo" dele já passou pela Watch Time. Precisou de uma troca de bateria bem quando ele estava num evento da Omega por aqui.

E ambos os relógios estão arrebentados de uso!

Abs.,

Adriano

7
Fórum principal / Re:SIHH X Baselworld
« Online: 16 Abril 2020 às 09:38:54 »
Eu também penso como o Estrela. A não ser que a indústria "invente" um formato de feira completamente diferente... sei lá o que, ou como, não consigo nem imaginar. Mas nesse formato que sempre existiu, já era. Já não vinha fazendo sentido, agora então...

Problema é que suíço - em geral - é demorado para mudar de idéia, para reagir às mudanças... Ou pelo menos a indústria relojoeira é.

Abs.,

Adriano

8
Fórum principal / Re:Dúvidas Calendário duplo Cal.7750
« Online: 09 Abril 2020 às 04:16:14 »
Boa sugestão de pauta para o Chronotalk do nosso amigo Adriano.

Estava no forno já! Logo logo sai!

Abs.,

Adriano

9
Fórum principal / Re:Dúvidas Calendário duplo Cal.7750
« Online: 04 Abril 2020 às 23:54:43 »
O que aconteceu aí é exatamente o que o Flávio falou. E não tem jeito de resolver sem desmontar e ressincronizar a roda, isso partido-se do princípio de que ela não se danificou, pois isso só pode ser provocado por tentativa de ussr o acerto rápido durante a fase de mudança. Não tem outra possibilidade disso acontecer.

Mas realmente não tem como acertar isso sem desmontar. E na verdade, ainda bem que era um 7750, que dificilmente quebra quando isso acontece. Em outros calibres a chance de quebrar algo é bem maior.

Abs.,

Adriano

10
Fórum principal / Re:Rubis em mecanismo quartz
« Online: 26 Março 2020 às 23:13:03 »
Temos que ter em mente que os rubis - por serem muito duros e perfeitamente lisos - tem como função essencial reduzir o atrito entre as partes deslizantes. A redução do desgaste é consequência disso. E a segunda consequência disso, tão importante quanto a primeira, é a redução à resistência ao movimento. Nos mecânicos, promovem precisão ao permitirem o mínimo de interferência e perdas na transmissão de força, enquanto nos quartz aumenta a autonomia da bateria ao reduzir a resistência do movimento.

O desgaste é desprezível nos mecanismos a quartzo, pois as forças envolvidas são minúsculas. O torque promovido pelo motor de passo é rizível perto da corda de um mecânico. Por isso o uso de rubis - nos quartz de melhor qualidade - promove maior autonomia da bateria. Esse é o propósito.

Abs.,

Adriano

11
Fórum principal / Re:Posseidon Titanio - f49tt001
« Online: 17 Março 2020 às 09:53:31 »
Mas essa questão de sentido de giro da coroa é uma questão de projeto e não tem nada a ver com nacionalidade, nem com regra, nem com fazer algum sentido. O que acontece na maioria dos casos é que muita gente se acostumou com o habitual da construção dos ETA e estranha o oposto (mais comum do que vice-versa). É uma questão da quantidade de rodas que interligam o pinhão corrediço à minuteria. Cada engrenagem a mais (ou a menos), o sentido de giro se inverte.

Abs.,

Adriano

12
Fórum principal / Re:Soprod lança novo movimento:Newton
« Online: 12 Março 2020 às 15:43:49 »
Também acho que tem cara de tosco, "a la" Claro-Semag.

Abs.,

Adriano

13
Fórum principal / Re:Qual é o relógio??
« Online: 10 Março 2020 às 23:38:32 »
É esse aí. Só vi hoje. Mas não identifiquei se era um 9300 ou Moon. Com NATO. Uma hora achei que era Moon, depois achei que era 9300... minha TV não permitiu resolução melhor que essa.

Abs.,

Adriano

14
Fórum principal / Re:Qual é o relógio??
« Online: 10 Março 2020 às 21:32:26 »
William Bonner tá malandro:

Enviado de meu ASUS_X01BDA usando o Tapatalk


15
Meus dois centavos: por alto, também não vi diferença entre isso e o Co-axial, exceto o fato de que tudo ocorre em um mesmo eixo, e que o impulso é por deslizamento e não tangencial.

Qual a vantagem então? Talvez apenas o fato de ter um impulso - pelo menos um deles - sendo dado diretamente no platô, o que é mais eficiente, mais consistente e menos "perturbador" para o balanço. E provavelmente, com um ângulo de levantamento reduzido, tal como no Co-axial, o que se traduz também em menos perturbação à oscilação natural do balanço.

Abs.,

Adriano

16
Não posso responder precisamente sobre esse calibre, mas muitos calibres mais modernos, especialmente com reservas de marcha mais longas, trabalham com amplitudes ligeiramente mais baixas que aqueles clássicos 290~300º nas horizontais e 270~280º nas verticais, perdendo lá seus 20~30º depois de 24 horas. Esses calibres modernos já trabalham com uns 20º a menos e sem mantém praticamente idênticos depois de 24 horas ou um pouco mais.

Em teoria, isso é melhor. A amplitude teórica ideal é 270º. É a amplitude na qual qualquer erro de equilíbrio do balanço de auto-anula.

Agora, sem querer puxar saco da Omega, mas os 8500 já faziam desempenhos assim faz tempo.

Abs.,

Adriano

17
Fórum principal / Re:Omega Planet Ocean cal 3313.
« Online: 02 Março 2020 às 15:41:23 »
Adriano, quando é feita uma manutenção ou revisão de um destes calibres de versão anterior eles automaticamente são "atualizados" para a última versão? Ou apenas quando é achado um defeito na área específica? Ou nunca? Pode falar um pouco sobre como é a prática? Imagino que cada caso ou marca ou seriedade do update tenha uma ação diferente, mas se puder comentar o geral seria interessante.
Abs

Realmente depende de marca para marca, defeito para defeito. O "causo" das alavancas dos 3303 foi há muito tempo, e minha memória pode falhar. Mas, a troca desses componentes era compulsória e sem custo. A Omega mandava como se fosse dentro da garantia de venda, mesmo estado fora.

A maioria das marcas trata esses problemas dessa maneira. Sobre a obrigatoriedade da troca, aí depende da gravidade, frequência ou probabilidade do defeito, para decidir se a troca é obrigatória, ou só se apresentar defeito. Às vezes um mesmo mecanismo tem mais de um upgrade, sendo um obrigatório, e outro só mediante defeito. É uma decisão realmente técnica da marca.

Abs.,

Adriano


18
Fórum principal / Re:Omega Planet Ocean cal 3313.
« Online: 02 Março 2020 às 09:31:30 »
Adriano.
Estou em negociação com um PO 8500. Se fechar vou mandar na Watchtime aqui do Rio com Elivelton  pra revisão pois ele é de 2013. Consigo elo pra pulseira dele lá ou não?

Enviado de meu Moto Z (2) usando o Tapatalk

Sim, mas sugiro que assuntos da Watch Time sejam tratados diretamente com a Watch Time. Neste caso, precisa consultar diretamente a WT do Rio.

Abs.,

Adriano

19
Fórum principal / Re:Omega Planet Ocean cal 3313.
« Online: 29 Fevereiro 2020 às 15:26:10 »
Inicialmente, sugiro que faça uma busca no Fórum, pois há muita coisa sobre os calibres 3313 e congêneres na nossa base de dados.

Em suma, os 3313 são baseados nos F. Piguet 1185, muito embora fabricados, SALVO ENGANO, pois eu mesmo não reli o que escrevi há anos sobre esse calibre, pela própria Omega. Visualmente, pelo menos na minha opinião, são mecanismos MIL VEZES MAIS BONITOS e aparentemente mas "finos" (de finesse mesmo...) do que os atuais 9XXX que, muito embora tenham sido projetados desde o princípio de forma integrada para o escapamento Coaxial, são horrorosos (mais uma vez, minha opinião...).

O A, B e C nesses movimentos diz respeito basicamente a mudanças na conformação do escapamento coaxial, mas a maioria dos problemas ocorridos nos 3313 não se deram no escapamento, mas alavancas de crono, que se quebravam, amassavam, e não resetavam corretamente com o tempo. As alavancas defeituosas eram substituídas em revisões autorizadas, a título de recall... Eu não sei se essas substituições ocorreram entre as versões, o Adriano pode responder.


Flávio

Na verdade, depois de ter contato com tantos calibres F. Piguet de tantas marcas, eu diria que o Omega 3301 não é baseado no 1185. Semelhantes sim, mas não baseados. Todos os calibres cronos da F. Piguet são muito semelhantes, compartilham muitas coisas em termos de design e construção. E sim, são exclusivos da Omega, mas feitos na planta da F. Piguet.

Os 3313 são as versões com escapamento co-axial. O que mudou das versões A para B foi justamente as peças de acionamento do crono que davam pau. Ou seja, qualquer um da versão B para frente não precisa desse upgrades. E na versão C do 3313 houve mudanças no escapamento, que passou a ser fabricado pelo método LIGA, como são todos, hoje. Ou seja, serviu de plataforma de testes para os escapamentos feitos por LIGA. Depois os 2500 D passaram a usar esse método, e os de manufatura, desde sempre.

Abs.,

Adriano

20
Fórum principal / Re:Novo independente americano: Keaton Myrick
« Online: 20 Fevereiro 2020 às 09:09:18 »
O Dan Spitz está fazendo um relógio (máquina) dele também. Made in "murica".

Abs.,

Adriano

Páginas: [1] 2 3 ... 329