Relógios Mecânicos
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro.
21 Novembro 2014 às 14:06:49

Login com nome de usuário, senha e duração da sessão
Pesquisa: Pesquisa avançada
Textos sobre conceitos históricos e técnicos básicos da relojoaria podem ser acessados através do "banner" à esquerda, "Relógios Mecânicos".
219.116 Mensagens em 8.862 Tópicos por 2.051 Membros
Membro Mais Recente: ALVARO
* Home Ajuda Pesquisa Login Registrar Sair
+ Relógios Mecânicos
|-+ Espaço de discussões
| |-+ Fórum principal
| | |-+ Máquina automáticas básicas
0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico. « tópico anterior tópico seguinte »
Pesquisa
Pergunta: Qual a máquina que mais agrada?
Orient 469
Seiko 7S36
Miyota 8215

Páginas: 1 ... 4 5 [6] 7 Imprimir
Autor Tópico: Máquina automáticas básicas  (Lida 8819 vezes)
Guilherme
Membro de honra
*****
Offline Offline

Localidade: São Paulo
Mensagens: 652



Ver Perfil
« Responder #75 : 21 Setembro 2011 às 01:29:06 »

Adriano,

eu não fui irônico... Eu devo lhe agradecer pela análise técnica da 7s26... Eu me senti enganado pela seiko... Eu paguei R$ 1.100,00 no meu monster em 2009, equipado com uma máquina de baixa qualidade....Realmente fui tomado de assalto... Com este dinheiro eu compraria um ETA suíço bem superior ao 7s26 ou por bem menos do que isso, eu poderia adquirir um ícone da Omega, como o 30t2.

Talvez a forma que eu me coloquei, deu a impressão de ironia. Mas não foi minha intenção... Confesso que eu fiquei um pouco chocado com a análise... não com você, mas com a seiko.

Olá amigos.

Caro colega, não se sinta enganado por isso. Não se pode basear a qualidade de um relógio apenas pelo movimento. O Monster é um ícone de sua época e ítem obrigatório para quem coleciona relógios mecânicos. O fato de possuir um movimento ruim (concordo), não desmerece tudo que o representa.

Apenas para comparação (será um quase off topic), vou citar um exemplo: Leia o tópico do Gravina sobre o Tudor Monte Carlo Ref. 7031/7032 (leia a primeira postagem, link abaixo):

http://forum.relogiosmecanicos.com.br/index.php?topic=6396.0

Numa época em que os cronógrafos de grandes marcas usavam Valjoux 72, Lemania 861, Zenith El Primero, Heuer/ Breitling cal. 11 ou 12...sem falar nos cronos da seiko cal. 6138  Beijo Piscar...o referido relógio vinha com um Valjoux 7734 de acabamento espartano e cheio de peças estampadas, o pior de todos os movimentos citados (só não é pior que os movimentos cronógrafos EB...este talvez seja a coisa mais grotesca que a Suiça produziu em sua história).

Aqui, imagens do Tudor e seu movimento:
http://oredelmondo.it/orologi/tudor-chronografo-montecarlo-7032-exotic-dial?lang=en

Este é o cronógrafo EB:


Atualmente, o Tudor Monte Carlo ref. 7031/ 7032 está entre os modelos mais procurados pelos colecionadores e por isso muito valorizado (faça uma cotação na internet). Foi um relógio tão importante que a Tudor acabou relançando (Tudor Heritage Chrono). Pense nisso amigo...não se faz um relógio só com movimento.

Mas, voltando ao Seikos que tanto adoramos, há alguns anos tive uma experiência com um seiko que comprei na Casa das Alianças Sorriso forçado (ref. SNH006K1...esse modelo só era encontrado nessa rede de lojas). Na época me custou algo em torno de R$700,00. Quem não conhece o modelo, segue abaixo um link com algumas fotos:

http://jholbrook.proboards.com/index.cgi?board=japanese&action=display&thread=20342

Este Seiko vêm com cal. 4225 com 21600 bph, câmbio rápido e corda pela corôa Piscar...acredito que seja um movimento ligeiramente superior aos 7S_ _.

Depois de dois anos de uso, o relógio começou a apresentar problemas de carregamento da corda. Encaminhei para a autorizada e dois dias depois eles me retornaram por telefone informando o problema e o orçamento para o conserto: "Sr. Guilherme, o relógio está com problemas de lubrificação na máquina e a manutenção fica em R$80,00". Em seguida, perguntei se alguma peça seria substituída...e fiquei surpreso com a resposta: "Senhor, a autorizada informou que substituirá todo o mecanismo". Nem pensei duas vezes...autorizei a substituição. Hoje, o relógio pertence à minha esposa e tem um funcionamento excelente.

Em resumo, se o mecanismo é barato, nem compensa a mão-de-obra para demonstar, limpar, lubrificar, etc. Acredito que o mesmo possa acontecer com os movimentos da família 7S se for encaminhado à autorizada. Imagine só...você sempre terá um relógio com mecanismo novo.

Abraço,
Guilherme.
Registrado
sergio seiko
Membro hiperativo
***
Offline Offline

Mensagens: 127



Ver Perfil
« Responder #76 : 21 Setembro 2011 às 10:43:16 »

Eu votei na Myota  mas nem assim a 7S26 /7S36 está perdendo nas pesquisas .

Não sei porque  Lábios selados Indeciso

Será que é porque os caras estão vendendo como água esses Seikos 7S26, com um custo benefício exelente, e os donos de relojoarias famosas, estão com os relógios caríssimos vendendo nada ?

É só fazer uma pesquisa em alguns forum gringos, e já se vê a porcaria que são esses Seiko imundos de 80 contos a máquina.
Existem clubes afccionados  e não acho que os caras iriam dar bola fora .

Nos brasileiros é que entendemos de relógios? Ou os gringos que são analfabetos e não entendem de LHUFAS ?

Ou existem outros interesses no mercado brasileiro ?


Sergio Seiko
« Última modificação: 21 Setembro 2011 às 10:46:12 por sergio seiko » Registrado

Adriano
Moderador Global
Membro de honra
*****
Offline Offline

Mensagens: 4.790



Ver Perfil
« Responder #77 : 21 Setembro 2011 às 12:06:54 »

Mas aí que está, parece que não se consegue diferenciar o mecanismo do relógio como um todo. Não há clubre de fãs do 7Sxx. O que existe é clube de fãs que de relógios que eventualmente são equipados com 7Sxx.

Eu pelo menos nunca me lembro de ter falando qualquer coisa negativo sobre qualquer modelo equipado com 7Sxx. Muito pelo contrário, sempre foi "endorser" de modelos como o Monster e o SKX. Aliás, sempre reforço que o SKX 007 deve ser um dos melhores relógios que há. Excluindo-se o prestígio da marca, o que um Seamaster ou um Submariner fazem que um SKX 007 não faz? Cansei de dizer isso. Para qualquer um que me pergunta qual bom relógio comprar e barato, eu vou de cara recomendar um SKX. Dêem uma busca no fórum. Quem tem boa memória deve lembrar quantas vezes eu falei bem do SKX.

Aliás, repetindo, todos os relógios equipados com essa máquina são anos-luz superiores ao mecanismo. Exemplo: tirando pequenos detalhes e a qualidade final do polimento, se um SKX007 fosse equipado com uma 8L35, o bicho quase não ficaria devendo nada para um Marinemaster.

Aliás, repito, que não preciso de defesa sobre ser um "endorser" da Seiko. Aliás, se fosse uma marca que eu não estivesse nem aí, jamais perderia meu tempo falando sobre ela, bem ou mal.

Lido com relógios em média 10 vezes mais caros que os SKX e que não tem a mesma qualidade de mostrador, ponteiros, e precisão de execução da caixa, coroa, tubo e tampa do fundo. Esses relógios são indefectíveis. Não conheço nenhum, repito, nenhum defeito de construção ou fabricação em SKX e afins.

A própria 7Sxx, em termos de projeto e construção. É raríssimo dar defeito. O que é incrível pelo que ela custa. Nunca discuti a relação custo vs. desempenho delas. Pois essa relação é inacreditável. É incrível o desempenho delas e o índice de defeitos pelo que custam. É imbatível. Pois custam quase quanto uma máquina chinesa mas o desempenho é muito melhor. O projeto dela é muito bom, é simples, robusto, carrega bem. Mas as peças elementais não têm qualidade.

Mas excluindo-se o fator preço, não posso dizer que é uma máquina boa. Para o meu conceito, é ruim, bem ruim. Tenho uns 6 ou 7 relógios com ela, e já tive mais. Todos, desisti de tentar regular decentemente. O que eles fazem é compensar os erros e no pulso, darem uma média boa. Mas todos os que tenho e todos os que já tive contato, e isso inclui o 6R15, que é só um 7Sxx com hack e corda pela coroa, tem os mesmos problemas: balanços com balancemento ruim, dando um "delta" enorme, ou seja, com grande variação de marcha entre posições. Centralização da espiral ruim e lubrificação das contra-pedras idem, dando diferenças grandes até entre posições horizontais (mostrador para baixo e para cima), cordas com tensão inadequada e mal calibradas, dando uma diferença enorme de amplitude entre diferentes condições de corda. A flutuação de amplitude é bizarra nessas máquinas. Elas perdem 20º em menos de 12 horas. Soma-se à isso a má qualidade do balanço, da espiral e a penetração excessiva do escapamento, o resultado é um isocronismo terrível, tornando impossível regular. As médias em testes de "zero hora" e 24 horas variam em mais de 15 segundos. Você regula ele em uma condição de corda, para dar uma média de digamos 5 segundos/dia, dali 6 horas a regulagem já dá tudo diferente e depois de 24 pior ainda. Tem um dos piores isocronismos que já vi em máquinas modernas. É um desempenho bem pior, por exemplo, que as ETA 2840 que equipam os Swatch, que funcionam com a mesma frequência e usam escapamento de polímero. E também sofrem com o problema da tensão da corda e calibração ruim, que prejudicam o isocronismo. Aquele escapamento é sem vergonha, mas ainda se comporta melhor que o dos 7Sxx, que possui um escapamento tradicional e com rubis. Está tudo na qualidade da geometria. Se comparar então com o mecanismo suíço de entrada, que é o ETA 2824-2 Standard, o desempenho é anos-luz atrás.

Minha opinião não é à toa, não veio do nada e não é baseada só no uso no pulso. É só a experiência e impressões que tive com diversos desses mecanismo.

Se as 7Sxx tivessem pelo menos a qualidade que tinham as antigas 7005/7006 no balanaço, espiral e corda, já seriam muito, muito melhores. Para tornar uma 7Sxx excelente, bastaria que ela funcionasse com uma frequência de 28.800 bph, o que naturalmente necessitaria de corda com mais tensão, mais curta e logo com melhor calibragem, feita de uma liga decente, e um conjunto de balanço, espiral, âncora e roda de escape com melhor qualidade, especialmente com menos penetração (mantendo a segurança), será que seriam muito mais caras? Acho que ainda seriam mais baratas que uma ETA 2824 standard e teriam um desempenho bem semelhante. Basta isso.

Mas enquanto usarem balanços, espiral, âncora e roda de escape da qualidade que é, o desempenho não vai mudar e vou continuar achando que são ruins para o meu conceito de qualidade. Aliás, como referência do que é meu mínimo de qualidade, vide desempenho das ETA 2824-2 Standard. É o que acho o mínimo. Menos que isso, em um mecanismo moderno, para mim, já está devendo.

Abraços!

Adriano

« Última modificação: 21 Setembro 2011 às 12:08:32 por Adriano » Registrado
Mario_Fpolis
Membro de honra
*****
Offline Offline

Localidade: Florianópolis
Mensagens: 1.210



Ver Perfil
« Responder #78 : 21 Setembro 2011 às 14:45:18 »

Obrigado Adriano por explicar "com precisão" quais os problemas de projeto dos 7Sxx.

Abraços do Mário
Registrado

Amplexos do Mário
Antonio Azevedo
Membro confirmado
*
Offline Offline

Mensagens: 34


Ver Perfil
« Responder #79 : 21 Setembro 2011 às 19:46:13 »

Porque é que não metem ao barulho esta suiça barata

Sellita sw200-1




Registrado
Adriano
Moderador Global
Membro de honra
*****
Offline Offline

Mensagens: 4.790



Ver Perfil
« Responder #80 : 21 Setembro 2011 às 21:39:02 »

Tem o mesmo desempenho da ETA. Num aprelho de teste, não dá para diferenciar uma ETA de uma Sellita.

Abraços!

Adriano
Registrado
bfskinner
Membro Sênior
****
Offline Offline

Mensagens: 484


Ver Perfil
« Responder #81 : 21 Setembro 2011 às 22:21:12 »

Mas aí que está, parece que não se consegue diferenciar o mecanismo do relógio como um todo. Não há clubre de fãs do 7Sxx. O que existe é clube de fãs que de relógios que eventualmente são equipados com 7Sxx.

Eu pelo menos nunca me lembro de ter falando qualquer coisa negativo sobre qualquer modelo equipado com 7Sxx. Muito pelo contrário, sempre foi "endorser" de modelos como o Monster e o SKX. Aliás, sempre reforço que o SKX 007 deve ser um dos melhores relógios que há. Excluindo-se o prestígio da marca, o que um Seamaster ou um Submariner fazem que um SKX 007 não faz? Cansei de dizer isso. Para qualquer um que me pergunta qual bom relógio comprar e barato, eu vou de cara recomendar um SKX. Dêem uma busca no fórum. Quem tem boa memória deve lembrar quantas vezes eu falei bem do SKX.

Aliás, repetindo, todos os relógios equipados com essa máquina são anos-luz superiores ao mecanismo. Exemplo: tirando pequenos detalhes e a qualidade final do polimento, se um SKX007 fosse equipado com uma 8L35, o bicho quase não ficaria devendo nada para um Marinemaster.

Aliás, repito, que não preciso de defesa sobre ser um "endorser" da Seiko. Aliás, se fosse uma marca que eu não estivesse nem aí, jamais perderia meu tempo falando sobre ela, bem ou mal.

Lido com relógios em média 10 vezes mais caros que os SKX e que não tem a mesma qualidade de mostrador, ponteiros, e precisão de execução da caixa, coroa, tubo e tampa do fundo. Esses relógios são indefectíveis. Não conheço nenhum, repito, nenhum defeito de construção ou fabricação em SKX e afins.

A própria 7Sxx, em termos de projeto e construção. É raríssimo dar defeito. O que é incrível pelo que ela custa. Nunca discuti a relação custo vs. desempenho delas. Pois essa relação é inacreditável. É incrível o desempenho delas e o índice de defeitos pelo que custam. É imbatível. Pois custam quase quanto uma máquina chinesa mas o desempenho é muito melhor. O projeto dela é muito bom, é simples, robusto, carrega bem. Mas as peças elementais não têm qualidade.

Mas excluindo-se o fator preço, não posso dizer que é uma máquina boa. Para o meu conceito, é ruim, bem ruim. Tenho uns 6 ou 7 relógios com ela, e já tive mais. Todos, desisti de tentar regular decentemente. O que eles fazem é compensar os erros e no pulso, darem uma média boa. Mas todos os que tenho e todos os que já tive contato, e isso inclui o 6R15, que é só um 7Sxx com hack e corda pela coroa, tem os mesmos problemas: balanços com balancemento ruim, dando um "delta" enorme, ou seja, com grande variação de marcha entre posições. Centralização da espiral ruim e lubrificação das contra-pedras idem, dando diferenças grandes até entre posições horizontais (mostrador para baixo e para cima), cordas com tensão inadequada e mal calibradas, dando uma diferença enorme de amplitude entre diferentes condições de corda. A flutuação de amplitude é bizarra nessas máquinas. Elas perdem 20º em menos de 12 horas. Soma-se à isso a má qualidade do balanço, da espiral e a penetração excessiva do escapamento, o resultado é um isocronismo terrível, tornando impossível regular. As médias em testes de "zero hora" e 24 horas variam em mais de 15 segundos. Você regula ele em uma condição de corda, para dar uma média de digamos 5 segundos/dia, dali 6 horas a regulagem já dá tudo diferente e depois de 24 pior ainda. Tem um dos piores isocronismos que já vi em máquinas modernas. É um desempenho bem pior, por exemplo, que as ETA 2840 que equipam os Swatch, que funcionam com a mesma frequência e usam escapamento de polímero. E também sofrem com o problema da tensão da corda e calibração ruim, que prejudicam o isocronismo. Aquele escapamento é sem vergonha, mas ainda se comporta melhor que o dos 7Sxx, que possui um escapamento tradicional e com rubis. Está tudo na qualidade da geometria. Se comparar então com o mecanismo suíço de entrada, que é o ETA 2824-2 Standard, o desempenho é anos-luz atrás.

Minha opinião não é à toa, não veio do nada e não é baseada só no uso no pulso. É só a experiência e impressões que tive com diversos desses mecanismo.

Se as 7Sxx tivessem pelo menos a qualidade que tinham as antigas 7005/7006 no balanaço, espiral e corda, já seriam muito, muito melhores. Para tornar uma 7Sxx excelente, bastaria que ela funcionasse com uma frequência de 28.800 bph, o que naturalmente necessitaria de corda com mais tensão, mais curta e logo com melhor calibragem, feita de uma liga decente, e um conjunto de balanço, espiral, âncora e roda de escape com melhor qualidade, especialmente com menos penetração (mantendo a segurança), será que seriam muito mais caras? Acho que ainda seriam mais baratas que uma ETA 2824 standard e teriam um desempenho bem semelhante. Basta isso.

Mas enquanto usarem balanços, espiral, âncora e roda de escape da qualidade que é, o desempenho não vai mudar e vou continuar achando que são ruins para o meu conceito de qualidade. Aliás, como referência do que é meu mínimo de qualidade, vide desempenho das ETA 2824-2 Standard. É o que acho o mínimo. Menos que isso, em um mecanismo moderno, para mim, já está devendo.

Abraços!

Adriano



Adriano, muito obrigado pelas explicações. Sua análise é profissional e não pessoal. O tapa com luva de pilica ocorreu quando vc. disse que não existe "clube da 7s26", mas sim, clube do seikos que são equipados com esta máquina. Foi perfeito!



Registrado
melao
Membro de honra
*****
Offline Offline

Localidade: Interior-SP
Mensagens: 507


Ver Perfil
« Responder #82 : 21 Setembro 2011 às 22:52:47 »

Salvo engano,o projeto do Sellita SW200 é o mesmo do Eta  2824 pois esse teve a patente vencida e ai pôde ser copiado.Acho que já vi isso em algum lugar.Caro Adriano se eu etiver errado me corrija por favor.Valeu .
Registrado

rasbrito
Visitante
« Responder #83 : 22 Setembro 2011 às 00:42:59 »

Não seja por isso... vou fundar o "CLUBE DA 7S26"... hehehehe.
Apenas entrando no clima.. a explicação do colega Adriano foi muito boa...
abraços a todos
Registrado
JotaA
Membro de honra
*****
Offline Offline

Localidade: Três Marias
Mensagens: 1.204


Ver Perfil
« Responder #84 : 22 Setembro 2011 às 09:12:29 »

Salvo engano,o projeto do Sellita SW200 é o mesmo do Eta  2824 pois esse teve a patente vencida e ai pôde ser copiado.Acho que já vi isso em algum lugar.Caro Adriano se eu etiver errado me corrija por favor.Valeu .

Esta certissímo Melão. É o mesmo projeto.

E "arriscaria" dizer que as peças são inclusives intercambiáveis.
Registrado

Adriano
Moderador Global
Membro de honra
*****
Offline Offline

Mensagens: 4.790



Ver Perfil
« Responder #85 : 22 Setembro 2011 às 10:06:25 »

Exato. Mas dizem que as peças não são intercambiáveis, ou pelos menos, não são feitas com esse propósito. Se alguma peça for perfeitamente intercambiável, é sorte. Mesmo porque a Sellita já fez modificações, adicionando um rubi e mudando o perfil dos dentes de algumas rodas.

Abraços!

Adriano
Registrado
Rafael
Membro hiperativo
***
Offline Offline

Localidade: Londrina - Paraná
Mensagens: 138



Ver Perfil
« Responder #86 : 25 Setembro 2011 às 14:29:27 »

Fico impressionado com o conhecimento do pessoal do fórum, parabéns!!! Sempre estou aprendendo algo....gostaria de ter mais conhecimento técnico para poder ajudar nas discussões Sorridente
Registrado
ogum777
Membro de honra
*****
Offline Offline

Mensagens: 774


Ver Perfil
« Responder #87 : 21 Novembro 2011 às 15:13:00 »

pois bem. não sou relojoeiro como o adriano. sou só um usuário curioso, que tem dificuldades até pra trocar pulseiras.

mas o adriano tocou no ponto certinho: compra-se alguns seikos apesar do 7s26. acabei de fazer isso.

acabei de fechar a compra e fazer o depósito por um segundo monster. tenho um laranjão. vem agora um preto com bracelete.

não acho o monster lindo, como muitos. mas assenta no meu pulso muuuuuuuito melhor que meu citizen e meu orient. aliás, melhor que um rolex que já tive.

mas fiquei uma semana pensando entre ele e um citizen ny0040. já tenho um ny0054, e é equipado com miyota 8203, incrivelmente mais preciso que o 7s26 de 2004 do meu monster laranjão.

mas o ny0040 tem 3 mms de lug a lug a menos. tem as mesmas medidas do ny0054, é bonito, tem a coroa invertida - o que sinceramente eu gostei muito - e, se não tem hack, tem a possibilidade de dar corda pela coroa. e é mais barato também.

se tivesse 3 mm a mais de caixa, seria muito mais confortável pra mim. não ficaria dançando no meu pulso, ou me obrigando a usar a pulseira muito apertada para isso não acontecer.

o ny0054 é muito melhor que o monster. em titânio, coroa pela direita, movimento mais preciso e que recebe corda pela coroa, bonito, mas acabo usando menos, muito menos.

o monster é isso: um monstrinho. o bezel polido é gigante, e não é bonito. mas mas sofrerá menos com meus modos estabanados. bezel com decalque é mais sujeito a riscos. a pulseira não é com elos dobrados. tem os 47mm de lug a lug que eu gosto (apesar de um puslo fino de 17 cms e uns quebrados).

ou seja, o monster se presta ao uso diário.  meus relógios são pra uso mesmo, de terno ou sobre a bicicleta (quase sempre as duas coisas ao mesmo tempo).

comprei apesar do 7s26. mas tenho pensamentos hereges...  alguém já pensou em botar um miyota ou eta dentro de um seiko? serei expulso do fórum por externar isso?

em tempo: adriano, obrigado pelos seus posts. muito esclarecedores. muito mesmo.
Registrado
Rodrigão
Membro hiperativo
***
Offline Offline

Mensagens: 143



Ver Perfil
« Responder #88 : 22 Novembro 2011 às 12:29:54 »

Mestre Adriano, por favor fale-nos acerca da durabilidade e robustez das máquinas Seiko 7Sxx.

Possuo dois relógios com 7S36. Ah! acho que isocronismo é assunto para máquinas mais caras (COSC)...


Meus 2 Seikos:



Registrado

Abraço,

Rodrigão.
Metalcuba
Membro ativo
**
Offline Offline

Mensagens: 50



Ver Perfil
« Responder #89 : 26 Novembro 2011 às 16:21:15 »

Gostaria de saber se existe diferença significativa de qualidade e precisão nas máquinas mais novas pras mais antigas da "família" 7SXX. Tenho um seikinho antigo com 7S26 que por sinal tá faltando o logo da seiko no mostrador, adianta un 5 minutos por dia, o que não me incomoda tanto, já que sempre acerto  quando vou por no pulso de manhã cedo. Poderia esperar um desempenho muito melhor de um SKX?
To querendo um automático maior, dessa faixa de preços ou menos(se der).
Registrado

Páginas: 1 ... 4 5 [6] 7 Imprimir 
« tópico anterior tópico seguinte »
Ir para:  

Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2006-2008, Simple Machines XHTML 1.0 Válido! CSS Válido!