Mensagens Recentes

Páginas: [1] 2 3 ... 10
1
Fórum principal / Re:Qual é o relógio??
« Última Mensagem: por kroiden Online Hoje às 16:55:27 »
Luis Barsi, maior investidor pessoa física da Bolsa de Valores com patrimônio estimado em 5 bilhões, usa um Champion.

Enviado de meu SM-A505GT usando o Tapatalk

O Barsi é embaixador da marca rsrs
2
Fórum principal / Re:The art of Breguet
« Última Mensagem: por flávio Online Hoje às 16:19:03 »
Publiquei hoje a continuação da história no Instagram

Em 2006, a advogada Hila Efron-Gabai entrou na loja de antiguidades de Zion Yakubov, em Tel Aviv, e pediu-lhe para avaliar alguns itens. Zion e Efron-Gabai, então, seguiram até um depósito no qual se encontrava uma caixa antiga, com itens embalados em papéis amarelados pelo tempo. Ao retirar os papéis, Zion percebeu que estava diante dos relógios Breguet furtados 23 anos antes do Museu de Arte Islâmica de Jerusalém.
Zion não conseguiu dormir naquela noite e, no dia seguinte, seguiu ao Museu de Arte Islâmica, onde se encontrou com a curadora, Rachel Hasson. Um encontro entre Rachel e Efron-Gabai foi combinado… Quando Rachel abriu a caixa no qual os relógios estavam guardados e se deparou com o famoso “Maria Antonieta”, caiu ao chão e começou a chorar….
Efron-Gabai narrou-lhe que havia sido contratada por uma cliente dos Estados Unidos cujo marido, em suas últimas horas de batalha contra um câncer, havia lhe confidenciado possuir os relógios. A cliente queria que os relógios retornassem ao museu, sob a condição que sua identidade fosse mantida em segredo. Então, sem muita fanfarra, os relógios foram devolvidos.
A Polícia de Jerusalém só teve conhecimento do fato através da imprensa e, considerando o acordo de confidencialidade firmado, não conseguiu obter informações que desvendassem o crime.
Com base em vagas declarações de Zion, no entanto, policiais conseguiram descobrir o depósito onde os relógios tinham ficado guardados e encontraram um documento contendo o nome de uma mulher, Nili Shamrat. Através de pesquisas, a Polícia localizou uma fotografia da imprensa, datada de 2004, na qual um famoso ladrão de arte e bancos que estava hospitalizado com câncer, Na`Aman Diller, encontrava-se com sua esposa. A mulher chamava-se Nili Shamrat e o crime finalmente foi solucionado.
A maioria dos relógios foi novamente depositada no Museu de Arte Islâmica em mostruários blindados, mas alguns ainda permanecem desaparecidos. Será que George Daniels comprou algum e o escondeu em um depósito secreto na Ilha de Man? Só o tempo dirá….



Enviado de meu ASUS_Z01KD usando o Tapatalk

3
O causo do Seamaster que pegou fogo... o relógio está mais sujo do que de fato danificado. O "chassis" (platina e pontes) da máquina não estava inutilizado, como já vi muitas vezes por entrada de água. Mesmo assim, normalmente em casos assim, troca-se a máquina toda, até porque sai mais barato. Porém aí tem o entrave do número de série, que é o número do COSC e é o mesmo número do relógio todo. Por isso, apela-se para troca da máquina toda só em último caso.

Mas fica claro que trocaram tudo dessa máquina, só sobrou mesmo platina e pontes, para manter a numeração.

Abs.,

Adriano
4
Fórum principal / Re:Por amor vocês usariam um relógio que não funciona mais?
« Última Mensagem: por Adriano Online Ontem às 12:58:39 »
Por "amor" (coisa que eu não tenho por relógio nenhum, ou objeto nenhum) eu tentaria recuperar e colocar o relógio em mínima ordem de funcionamento. Usar sem funcionar não faz o menor sentido para mim.

Abs.,

Adriano
5
Fórum principal / Re:Por amor vocês usariam um relógio que não funciona mais?
« Última Mensagem: por alanpanizzi Online Ontem às 12:15:57 »
Gostaria de agradecer as postagem que li até o momento. Realmente acho que esse tópico têm mais a função de provocar mais que encontrar qualquer resposta conclusiva. Faz um tempo que gosto de relógios e acho que eles ocupam um lugar ambíguo na nossa vida. Alguns colegas gastam o valor de um carro (ou de um apartamento) em um relógio, então chamar esse brinquedo de ferramenta simplesmente não diz tudo. Mas concordo que chamar um relógio de joia também não da conta. Meu Bulova Marine Star não apenas morreu, ele têm aparência datada e ainda está todo machucado, logo vestir ele como joia é tão estranho quanto pensar numa ferramenta que não funciona mais. Percebo uma nostalgia gostosa ao escutar músicas que associo com boas lembranças, acho que o mesmo ocorre com meu Bulova. No momento ele está guardado, não está sendo usado, nem foi jogado fora.
6
Fórum principal / Re:Por amor vocês usariam um relógio que não funciona mais?
« Última Mensagem: por helio Online Ontem às 11:21:12 »
Guardar sim, usar não, ainda acho que relógio é ferramenta e que deve ter utilidade se for portado. Alias já cheguei a esperar anos pra achar uma solução pra algum relógio quebrado pelo qual tenha algum "afeto".  Quanto a data, eu ainda tenho o costume de acertar, mesmo naqueles calibres que dão um certo trabalho para isso, e me incomoda um relógio dejajustado, principalmente atrasado.
Mas é opnião (e temos um colega de afirma que opnião é como bund@....) e já vi pessoas que utilizam apenas como acessório pra compor a imagem ::).
[]s
7
Fórum principal / Re:Qual é o relógio??
« Última Mensagem: por flávio Online Ontem às 10:51:48 »
Curti. E por 795 pilas não estoura o orçamento... Orçamento do gringo, claro, pois em Pindorama qualquer 100 Bidens já estoura o orçamento...  :P
8
Fórum principal / Re:Por amor vocês usariam um relógio que não funciona mais?
« Última Mensagem: por flávio Online Ontem às 10:48:46 »
Tenho um amigo que comprou, há alguns anos, um Rolex Sub, e só o usa com o horário completamente errado, do modo que tira da gaveta. Eu acho isso muito bizarro e sempre o questiono... Diz ele que relógio é uma joia, é que você hoje tem o celular. Minha opinião... Ter o celular até tem, mas ficar usando "relógio de bolso" é horrível! Daniels tem uma frase (não vou procurar nos alfarrábios, mas é mais ou menos isso...) na qual ele resume o que é impressionante num relógio: é um produto prático, útil e belo ao mesmo tempo. Eu sinceramente não encaro relógios como joias. Os meus pelo menos passam longe de serem joias... Mas mesmo que assim fossem encarados, o que é melhor: uma joia per se ou algo útil? Para mim saber as horas é algo útil, e o celular não substitui a rápida visada de horas. Sim, um Iwatch substituiria, mas o celular, o relógio de bolso que precisa ser retirado, não.

Portanto, eu NUNCA usaria um relógio parado e acho isso muito estranho, para dizer o mínimo.

No entanto... Pode ser que a pessoa não ligue para as horas, e a aí o objeto não tenha utilidade alguma. Neste caso, paciência...

Ps. Eu particularmente não ligo muito para DATA e invariavelmente meus relógios que possuem a função estão errados. E nas horas, eu não sou tão paranoico ao ponto de ajustar o horário "no segundo"... Para mim qualquer coisa cinco minutos atrasado ou adiantado me satisfaz.
9
Fórum principal / Re:Qual é o relógio??
« Última Mensagem: por Daniel Online Ontem às 08:46:25 »
Vamos precisar de um barco maior... Hahahaha


Enviado de meu ASUS_Z01KD usando o Tapatalk

Salve ! A marca (seguindo a onda) relançou o relógio: https://www.alstawatch.com/watches/alsta-nautoscaph-superautomatic/
10
Fórum principal / Re:Por amor vocês usariam um relógio que não funciona mais?
« Última Mensagem: por igorschutz Online 24 Outubro 2021 às 11:59:50 »
Eu só uso relógio que está funcionando, mas se pra você isso for irrelevante, manda ver, ninguém tem nada com isso. O que importa é você estar feliz.
Páginas: [1] 2 3 ... 10