Autor Tópico: Talking Watches com o Roger Smith  (Lida 358 vezes)

Offline flavio

  • Administrador
  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 8.790
    • Ver perfil
    • Relógios Mecânicos
Talking Watches com o Roger Smith
« Online: 15 Fevereiro 2018 às 16:44:40 »
Sou suspeito, porque os relógios desse cara, para meu gosto, tanto de visual como de filosofia "embarcada", são o ápice da relojoaria atual.

O curioso, como já comentamos aqui, é que o Smith não pode se dar ao luxo, nas palavras dele, de usar um relógio feito por ele. Afinal, ele só fabrica 10 por ano e tem que girar a empresa. Ele usa um Rolex Explorer dado pela mulher, em "substituição" a outro Rolex que teve na juventude e necessitou vender. Perguntado se acha a Rolex uma boa marca, a resposta é sim. Segundo ele, a Rolex não muda muito seus movimento, apenas os aperfeiçoa e isso garante que erros sejam corrigidos sempre. Elogiou também a Omega e o calibre 321 do Speedy. Segundo ele, a vantagem da Omega, dos anos 50 e 60, é que por mais detonado que estivesse o relógio num saco (ele comprava para revender), era só desmontar, lubrificar e estava novo. Eh... A Omega dos anos 50 e 60 ainda está devendo um retorno ao século 21, na minha opinião. Mas isso é outra história...  Outro relógio da sua coleção bastante elogiado é Omega Marine Chronometer que, aliás, o Adriano aqui do fórum tem, em estado mais impecável do que o do Smith. Finalmente, gostei de ver os protótipos do "Ko Axial" feitos pela Eta que, segundo ele, pulavam, em cada giro da roda de escape, três dentes. Segundo ele, o escapamento coaxial tem vantagens sobre o de âncora, mas as tolerâncias não permitem deslizes na execução. Vejam


https://www.hodinkee.com/articles/talking-watches-roger-smith

Offline Dicbetts

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 1.829
    • Ver perfil
Re:Talking Watches com o Roger Smith
« Resposta #1 Online: 15 Fevereiro 2018 às 19:31:14 »
Já que estamos falando sobre o Smith e, por tabela, sobre o Daniels, vou incluir o Helmut Sinn nessa conversa. Morreu hoje, aos 101 anos.

Não acho que tenha a importância dos dois britânicos (sobretudo do Daniels, brilhante inventor), mas o alemão apostou em levar sua expertise como ex-instrutor e ex-piloto para a construção de relógios voltados para seus ex-companheiros. Criou uma marca querida pelos aficcionados, que entrega exatamente aquilo a que se propõe.

Nem caros nem baratos, os Sinn estão longe do luxo. Mais recentemente, sob outra direção, é que passaram a fazer relógios com cara "civil". Mas a empresa mantém íntegro seu DNA, sobretudo quando não se aprisiona na marketagem e nas (sub)celebridades.

Dic


Offline FALCO

  • Moderador Global
  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 2.289
    • Ver perfil
Re:Talking Watches com o Roger Smith
« Resposta #2 Online: 15 Fevereiro 2018 às 20:20:16 »
Já que estamos falando sobre o Smith e, por tabela, sobre o Daniels, vou incluir o Helmut Sinn nessa conversa. Morreu hoje, aos 101 anos...

Porra Dic...
Já que falamos de Prost e Senna vamos falar de Taki Inoue...
FRM: contra argumentos, não há fatos !!!

Offline Dicbetts

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 1.829
    • Ver perfil
Re:Talking Watches com o Roger Smith
« Resposta #3 Online: 15 Fevereiro 2018 às 20:30:24 »
Porra Dic...
Já que falamos de Prost e Senna vamos falar de Taki Inoue...

Só quis aproveitar o tópico. Nem sei se cabia um específico.

E comparar o Sinn com esse Inoue... Se fosse o Mário Andretti, o Alan Jones, aceitava.

Dic

Offline TUZ40

  • Administrador
  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 4.878
  • FDP Audacioso
    • Ver perfil
    • NÃO CLIQUE!
Re:Talking Watches com o Roger Smith
« Resposta #4 Online: 16 Fevereiro 2018 às 08:46:48 »
ri.  ;D
"All your base are belong to us"