Autor Tópico: Tendência ao grande.  (Lida 3939 vezes)

Offline klaus

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 504
    • Ver perfil
Re: Tendência ao grande.
« Resposta #20 Online: 08 Janeiro 2009 às 11:14:02 »
p mim tb de preferencia acima dos 45 mm. tenho com 47, 46, 45
tenho esperanças de conseguir um invicta leviathan de 52 mm ou mais, com incriveis 500 gms de pso :o

Offline flavio

  • Administrador
  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 9.098
    • Ver perfil
    • Relógios Mecânicos
Re: Tendência ao grande.
« Resposta #21 Online: 08 Janeiro 2009 às 11:54:20 »
É um tendência, é fato...Mas não funciona com todo mundo. Por exemplo, quando pegam meu Omega Speedmaster Reduced (38 mm) na mão, dizem que é pequeno. Quando coloco no braço, dizem que fica perfeito. O Planet Ocean, quando seguram na mão, dizem que é perfeito (reclamam do peso), quando coloco no braço, dizem que fica grande para mim (tem 42 mm e é alto pacas, mais alto que um SeaDweller). Ou seja, cada macaco no seu galho. Eu tenho 1,68 m de altura e pulso fino. Acho que o Planet Ocean é meu limite, qualquer coisa acima disso ficaria ridículo no meu pulso. Portanto...


Flávio

Offline Miguel

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 1.872
    • Ver perfil
Re: Tendência ao grande.
« Resposta #22 Online: 08 Janeiro 2009 às 12:39:48 »

Cuma ????????


>:(  ;D
Jean, vá com calma, alguns recentes amigos do forum não sabem de nosso segredo.

Abraço por trás.

Abraços,
Miguel
"...all that we need is wine and good company!®"



Offline Clélio

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 1.363
    • Ver perfil
Re: Tendência ao grande.
« Resposta #23 Online: 08 Janeiro 2009 às 13:41:11 »
 Olá,

     Uma coisa temos que lembrar é que isso é ciclico, os relógios dos anos 40/50 eram em geral pequenos ( Mido, Eterna, Omega) com tamanho em torno de 30 a 35 mm, exceto, como disse o Paulo pelos relógios ferramentas, cronos, mergulho etc...
    Pelos anos 60 e meados de 70 foi a vez grandes, com popularização dos Orients e Seikos, podemos ver que desse periodo é muito dificil encotrar relógios com menos de 35 mm e como a industria tem a necessidade de reiventar tivemos a volta dos pequenos no inicio dos anos 80 onde havia profusão dos Porsche, Cartier etc... E isso tudo, podem ter certeza não levava muito em conta o tamanho dos pulsos dos usuarios.
     Em minha opnião os relogios grandes já estão em sua fase final, digo isso com base nos exageros que tem surgido nos ultimos tempos ( Fortis, Glycine etc..) mas não creio que voltemos a usar os modelos com menos de 35 mm.

Abs

Clélio    

Offline Guilherme

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 670
    • Ver perfil
Re: Tendência ao grande.
« Resposta #24 Online: 08 Janeiro 2009 às 14:09:25 »
Olá amigos,

Mas voltando aos relógios, os grandes sempre estiveram em alta,

Abraço,
Guilherme.


Guilherme,


Não concordo com essa parte de seu post, até 1930/1940 relógio de homem tinha o tamanho de 30/31mm.
Claro que existiam relógios maiores, mas eram os chamados relógios ferramentas.
Depois disso eles foram crescendo, 33,35,37 até chegar nos 50mm que vejo hoje.


Abraço,


Paulo

Olá Paulo,

Vc está corretíssimo. Eu que não me expressei adequadamente. Estava me referindo desde o momento em que passei a me interessar por relógios (de uns 15 anos prá cá). Uma época que viví e pude constatar que os grandões sempre estiveram em alta (o Citizen Aqualand, o Orient KD, WD, entre outros).

Relógios com até 43 mm não é nenhuma novidade. Já existiam desde os anos 70. Novidade são os gigantões com 48mm em diante. Como dito eu tenho um de 46 mm e já acho extremamente grande para meu pulso. Gosto dele pois o relógio é magnífico, mas dependendo do ambiente onde uso (por exemplo no meu trabalho), chego a ficar constrangido.

Vejam estes Revue. Lindos não? Alguém usaria? Se não fossem pelos seus 55 mm :o :-\ (sem a corôa), já faziam parte da minha coleção.


Fonte: Amazon


Fonte: ebay.



« Última modificação: 08 Janeiro 2009 às 14:12:08 por Guilherme »