Autor Tópico: Nome próprio na tampa traseira do relógio.  (Lida 6980 vezes)

rafagricola

  • Visitante
Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Online: 18 Novembro 2011 às 13:01:20 »
Olá pessoal, gostaria de saber se é normal ou se alguém já fez isso ou faz: escrever o nome próprio na tampa traseira do relógio. Não sei se isso iria garantir alguma coisa ou dar segurança na hora de um roubo, mas enfim...digo isso pois tenho um Seiko antigo que meu avô usava (infelizmente não está comigo para tirar uma foto) e tem escrito na tampa traseira o nome de uma pessoa (que não é meu avô). Mas é nome escrito com aquelas maquininhas pra escrever em aliança. Assim, se você tem muita estima em um relógio e não vai vender nunca, é comum escrever o nome nele? Abs

Offline Adriano

  • Moderador Global
  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 6.339
    • Ver perfil
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #1 Online: 18 Novembro 2011 às 13:03:35 »
Já foi moda. Hoje, acho que é extremamente cafona.

Abraço!

Adriano

Offline Gravina

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 3.022
    • Ver perfil
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #2 Online: 18 Novembro 2011 às 13:35:49 »
Rafagricola,

Sabe, antigamente, era comum nas grandes padarias daqui de São Paulo, ter aquelas tabacarias, que vendiam de um tudo ;D, e muitas delas tinham destas ferramentas para gravações........Gravavam, isqueiros, relógios, pulseiras de relógios, cinzeiros de metal, etc...
Lembro-me, quando era aprendiz de relojoeiro, na verdade mais office-boy, ir ao centro comprar peças (fornituras) para a relojoaria onde eu era aprendiz.......e nesta época o que existia de "gravadores" não está escrito em gibi nenhum.........em todos os bares, pastelarias, e put.. :-Xops!...do centro, eles lá estavam...
Lembro-me ainda daquelas pulseiras da época da Jovem Guarda, onde o proprietário mandava gravar o seu nome na chapinha em branco..........Certa vez encontrei uma destas no fundo da piscina do distrital da Mooca (piscina pública, onde nadei muito......e existe até hoje), e a partir deste achado,  meu nome era Oswaldo 8) ;D.........coisas de moleque, 11-12 anos..........aí que saudades me dá.

Cada um cada um, mas se um cabra gravar o seu  nome, por exemplo, num relógio Omega........merece castigo! ;D


Sou contra a violência, e a favor do desarmamento, sério!


Abs

Gravina

Offline Miguel

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 1.872
    • Ver perfil
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #3 Online: 18 Novembro 2011 às 13:54:40 »

Douglas,

Esse modelo de Omega nunca tinha visto.

Só você mesmo pra ter um exemplar desses :)
Abraços,
Miguel
"...all that we need is wine and good company!®"



Offline Gravina

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 3.022
    • Ver perfil
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #4 Online: 18 Novembro 2011 às 14:00:02 »

Douglas,

Esse modelo de Omega nunca tinha visto.

Só você mesmo pra ter um exemplar desses :)

Ahahahahaha
 ;D ;D ;D ;D

Não é meu, Miguel
Tenho paaaaavor de armas ;)
Este é do Museu Omega......eventos olímpicos

A pulseira da qual falei, era deste tipo, mas esta aí é sofisticada, em relevo........quem frequentava a piscina da Mooca não tinha $$ para tal............existiam umas mais simples



Abs

Gravina

Offline Gravina

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 3.022
    • Ver perfil
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #5 Online: 18 Novembro 2011 às 14:11:43 »
Miquel,
Aqui a foto original, sem censura


Cortesia: Fratello

Abs

Gravina

Offline Clélio

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 1.399
    • Ver perfil
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #6 Online: 18 Novembro 2011 às 14:33:16 »
 Eu tenho dois relógios com as ditas inscrições:
     Um de ouro, a quartzo de uma grife que não recordo agora... Tem meu nome gravado e foi dado pela empresa que trabalho quando completei 20 anos de empresa..  guardo este relógio pelo evento, e nunca o usei... ( preferia um Seiko crono  ;D ;D )
   
    O outro um Omega Constellation, foi um dos primeiros que comprei quando comecei meu ajuntamento, é de aço, no fundo esta gravado: " A.K. 25 anos de Alubrasil " 
     É um relógio de 1967, quando comprei, no final dos anos 90 o relógio estava quase zero, inclusive com a pulseira de couro original, fiquei imaginando que o Sr. A.K. que em 1967 havia passado 25 anos nesta tal de Alubrasil, onde estaria, por que não usou o relógio deixando guardado por tanto tempo ??? 
   Assim fiquei divagando sobre a história desta pessoa, imaginando possibilidades .... Este reloginho dificilmente sairá do meu ajuntamento...

  Abs a todos

Offline Miguel

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 1.872
    • Ver perfil
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #7 Online: 18 Novembro 2011 às 15:14:30 »

Douglas, agora sério.

Por que tem esse Omega escrito nesse berro?
Abraços,
Miguel
"...all that we need is wine and good company!®"



Offline Adriano

  • Moderador Global
  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 6.339
    • Ver perfil
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #8 Online: 18 Novembro 2011 às 15:24:30 »
Ver relógios assim como o caso que o amigo Clélio contou é muito comum.

Os relógios presenteados por tempo de empresa são dados independentemente da condição financeira, cultural, social ou etc. da pessoa. Muita gente muito simples ganha relógios de ouro da empresa e por ser algo até fora da realidade deles, eles os guardam para o resto da vida (ou até vender, por qualquer razão) sem usar nenhuma vez. Isso não é raro. Já ví inúmeros casos de relógios praticamente em estado N.O.S. que foram presenteados por tempo de empresa há uma, duas, três, quatro décadas atrás e nunca foram usados.

Há o total oposto também: certa feita participei da gravação de uma série de relógios que seriam dados como presente de tempo de empresa. Não eram de ouro, mas eram todos Tissot Le Locle cronógrafos automáticos. Era uma empresa petroquímica e muitos funcionários, do alto ao mais baixo escalão foram presenteados com o mesmo relógio. Muitos desses funcionários eram trabalhadores braçais, que nem tinham idéia do que era o relógio. Uns decidiram guardar, outros decidiram usar deliberadamente.

Em questão de semanas, vários relógios voltaram para a assistência técnica, totalmente destruídos, todo batidos, cheios de água, vidros quebrados, coroas arrancadas, etc., etc., etc.

Abraços!

Adriano

Offline Gravina

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 3.022
    • Ver perfil
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #9 Online: 18 Novembro 2011 às 16:09:12 »

Douglas, agora sério.

Por que tem esse Omega escrito nesse berro?

Oi Miguel,

Lembra-se que os nossos avós diziam que, antigamente para iniciar, por exemplo, um corrida de pista, era por meio de revólver ;D

Pois bem, a Omega é uma empresa especializada neste tipo de cronometragem, há anos......desde 1932.

Veja aqui uma resumida evolução destes instrumentos:





Acidentes ocorrem todos os dias :-\



Atualmente, parece-me que a partir dos jogos Olímpicos Vancouver (2010), estão usando esta de partida elétrica.



Abraços

Gravina






Offline Savio84

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 870
    • Ver perfil
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #10 Online: 18 Novembro 2011 às 17:14:56 »

Cada um cada um, mas se um cabra gravar o seu  nome, por exemplo, num relógio Omega........merece castigo! ;D

[

Abs

Gravina

Então vou ter um castigo dos "brabu" ... :'(



Meu 01º relógio Omega, adquirido em 1995 (eu tinha 14 anos), um calibre 30t2, que possuo até hoje ...mandei gravar o meu nome  8), e para finalizar, gravei  ano que o ex-proprietário havia adquirido aqui na cidade de Campinas !!! A gravação esta até hoje em sua tampa...nada que um polimento não resolva ... ::) vou fazer isso o mais breve possível, não quero ser taxado de cafona !!! ;D

rasbrito

  • Visitante
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #11 Online: 18 Novembro 2011 às 17:36:45 »
Pesquisando na net é possivel ver varios Rolex com gravações na tampa traseira.
Hoje mesmo vi este:


De acordo com o artigo pertenceu ao chanceler alemão (antiga Alemanha Ocidental) Konrad Adenauer, que governou no periodo do pós-guerra. O relógio foi dado pelo próprio fundador da Rolex, sr.  Hans Wilsdorf, em 1955.
Esse tirou onda... ;)

Alberto Ferreira

  • Visitante
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #12 Online: 18 Novembro 2011 às 23:01:41 »
Salve, amigos!

Pois é...
E quando o nome não é próprio ou, melhor dizendo, do próprio?

O uso de uma peça usada (desculpem a redundância... afff!) com uma gravação no fundo (que pode até ter sido feita por outrem...  ::)), talvez possa mesmo suscitar sentimentos diversos.

Coisas como,...
1) Estar na moda... Que já foi "In"... Ou coisa assim...

2) Ter até uma conotação (é brincadeira, hein, amigo Douglas   :-X (*)), digamos, de uma certa "falsidade ideológica"...  :D :D :D.
Mas para um guri da Mooca, daqueles tempos, perfeitamente perdoável.  8)

(*) – Você sabe que eu sei que você sabe, que eu sei que você sabe...  ;D

3) Ter, ou induzir, um certo respeito pela história daquela peça em específico.

E era neste último caso que eu queria chegar...  8)


Eu tenho um Hamilton Thin-O-matic, do qual gosto muito... Mesmo.
Muitos amigos aqui já o viram no meu pulso... ...e devem ter percebido isso.



Sabem aquela coisa de um santo "bater" com o outro?
Pois é,... Bateu. E eu gosto dele!

Mas, no seu fundo, há uma gravação feita a pantógrafo, daquela maneira que, como foi dito já foi moda.
A gravação (me parece) que pode ter sido feita nos States...
Lá está escrito...

To Martin
Love Hiroko
10-1-73


Bem,...
Se eles ainda se amam ou não, eu não sei... Não vem ao caso...  ::)

A minha primeira reação foi mandar apagar... O que eu acredito ser tecnicamente possível...
Mas,... Após considerar...
Eu desisti. E deixei lá o registro.

Afinal,...
Se com final feliz, ou não (para eles...), aquela singela mensagem faz parte da história do relógio.  ::)

Ou não?


Amigos,...
É por essas e outras... Por esses e outros casos e causos...
Que eu acho legal que nós compartilhemos aqui algo um pouco além das nossas (simples) peças em coleção.
Que nós compartilhemos também os sentimentos que, eventualmente, as envolvem.

"Tudo vale a pena..."

Abraços a todos!
Alberto

rafagricola

  • Visitante
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #13 Online: 18 Novembro 2011 às 23:13:52 »
Salve, amigos!

Pois é...
E quando o nome não é próprio ou, melhor dizendo, do próprio?

O uso de uma peça usada (desculpem a redundância... afff!) com uma gravação no fundo (que pode até ter sido feita por outrem...  ::)), talvez possa mesmo suscitar sentimentos diversos.

Coisas como,...
1) Estar na moda... Que já foi "In"... Ou coisa assim...

2) Ter até uma conotação (é brincadeira, hein, amigo Douglas   :-X (*)), digamos, de uma certa "falsidade ideológica"...  :D :D :D.
Mas para um guri da Mooca, daqueles tempos, perfeitamente perdoável.  8)

(*) – Você sabe que eu sei que você sabe, que eu sei que você sabe...  ;D

3) Ter, ou induzir, um certo respeito pela história daquela peça em específico.

E era neste último caso que eu queria chegar...  8)


Eu tenho um Hamilton Thin-O-matic, do qual gosto muito... Mesmo.
Muitos amigos aqui já o viram no meu pulso... ...e devem ter percebido isso.



Sabem aquela coisa de um santo "bater" com o outro?
Pois é,... Bateu. E eu gosto dele!

Mas, no seu fundo, há uma gravação feita a pantógrafo, daquela maneira que, como foi dito já foi moda.
A gravação (me parece) que pode ter sido feita nos States...
Lá está escrito...

To Martin
Love Hiroko
10-1-73


Bem,...
Se eles ainda se amam ou não, eu não sei... Não vem ao caso...  ::)

A minha primeira reação foi mandar apagar... O que eu acredito ser tecnicamente possível...
Mas,... Após considerar...
Eu desisti. E deixei lá o registro.

Afinal,...
Se com final feliz, ou não (para eles...), aquela singela mensagem faz parte da história do relógio.  ::)

Ou não?


Amigos,...
É por essas e outras... Por esses e outros casos e causos...
Que eu acho legal que nós compartilhemos aqui algo um pouco além das nossas (simples) peças em coleção.
Que nós compartilhemos também os sentimentos que, eventualmente, as envolvem.

"Tudo vale a pena..."

Abraços a todos!
Alberto



Parabéns pelas palavras Alberto...concordo com tudo isso também...algo que eu gosto em relógios mecânicos é a durabilidade e com isso pode ficar gerações na família...talvez colocar o nome na tampa traseira de um relógio que temos em especial, teremos comentários no futuro dos nossos netos e bisnetos: "esse era o relógio do meu avô, bisavô..."  :D

abs

Offline Adriano

  • Moderador Global
  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 6.339
    • Ver perfil
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #14 Online: 18 Novembro 2011 às 23:53:23 »
Pô, agora estou me sentindo mau por ter dito que acho cafona!     ;D :-[ :-[ :-[

Sávio, sem querer consertar as coisas, mas acho que é diferente. O relógio qie você mandou gravar é vintage, fica legal. Se eu tivesse um Reverso vintage, até mandaria gravar algo pessoal nele. Já pensei nisso.

O que eu quero dizer é que é algo fora de moda esteticamente que não combina com um relógio moderno. Sei lá, acho muito estranho gravar o nome na tampa de um Planet Ocean, por exemplo. Não fica com cara de coisa de bom gosto.

Falo sério, não é uma tentativa de tentar consertar não! Vi um James Bond gravado uma vez, a cena me veio à cabeça, achei aquilo horrível.

O primeiro relógio mecânico que comprei foi um Vostok Amphibia da década de 1970, e veio com uma gravação em russo! Consegui decifrar o alfabeto cirílico e traduzir, e dizia "ao amigo fulano". Achei muito legal! Vou postar uma foto.

Abraços!

Adriano

Offline Gravina

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 3.022
    • Ver perfil
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #15 Online: 19 Novembro 2011 às 09:55:52 »

Cada um cada um, mas se um cabra gravar o seu  nome, por exemplo, num relógio Omega........merece castigo! ;D

[

Abs

Gravina

Então vou ter um castigo dos "brabu" ... :'(


Não!...não!, Sávio,

Basta agora você gravar em dois Rolex, doar 20% do seu rendimento mensal, e mensalmente :P para a FCCM ::)(Fundação do Colecionador Carente da Mooca)..........que serás perdoado ;), e entrarás livremente no reino horológico  8)

Abs

Gravina

Offline aguiar

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 1.281
    • Ver perfil
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #16 Online: 19 Novembro 2011 às 18:19:24 »
             Não cho legal gravar o nome em nada.

                 Abç

Offline Mais Um

  • Membro hiperativo
  • ***
  • Mensagens: 111
    • Ver perfil
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #17 Online: 24 Novembro 2011 às 08:49:55 »
500Tão pra quem acha o dito cujo  ::) ::)



[]´s
"Se Maomé não vai a montanha , a montanha fica olhando Maomé lá de longe "

Offline Metalcuba

  • Membro ativo
  • **
  • Mensagens: 52
    • Ver perfil
Re: Nome próprio na tampa traseira do relógio.
« Resposta #18 Online: 01 Dezembro 2011 às 07:03:25 »

Citar

Oi Miguel,

Lembra-se que os nossos avós diziam que, antigamente para iniciar, por exemplo, um corrida de pista, era por meio de revólver ;D

Pois bem, a Omega é uma empresa especializada neste tipo de cronometragem, há anos......desde 1932.

Veja aqui uma resumida evolução destes instrumentos:



Acidentes ocorrem todos os dias :-\


Bom, a tecnologia do revólver existe a séculos e já é bem confiável. Não entendo porque não se usa um revolver inteiro, tambor íntegro, só com cano perfurado, de modo que não pudesse ser usado para outro fim que não os disparos de festim do início de prova.
Essa pataquada simplesmente expôs a parte do revolver que suporta as maiores pressões confiando naquele "cano interno"
Disparo eletrônico não faz sentido, ou revólver ou um simples apito do equipamento que cronometra.