Chopard LUC Jubilee

  • 1 Respostas
  • 228 Visualizações
*

Offline flávio

  • *****
  • 9.242
    • Ver perfil
Chopard LUC Jubilee
« Online: 06 Abril 2021 às 20:06:58 »
Nossa, estou ficando velho nessa história de relojoaria... Quando comecei a me interessar profundamente pelo assunto, um artigo (e o relógio, claro) causou-me profunda impressão. Estou falando dos primeiros LUC da Chopard, calibre 1.96, que foram analisados por Walt Odets (um amador que ficou famoso no passado por realizar reviews detalhadas de mecanismos). O artigo ainda existe, foi publicado em 2002, muito embora os mal amados do Timezone o tenham deixado com alguns links perdidos e fotos em baixa qualidade. Aqui;

https://www.timezone.com/2002/09/16/from-the-house-of-happy-diamonds-the-chopard-l-u-c-caliber-1-96/

Nas palavras de Odets na época, o movimento era o melhor que a indústria suíça produzia na época. E ele já havia desmontado Pateks, Vacherons, etc. Não é difícil ver o motivo do seu encantamento: o calibre, lançado em 1996, possuía inovações técnicas que nem hoje parecem ser a regra: tambores pareados, gerando uma grande reserva de marcha (a Omega, a título de exemplo, só foi usar isso anos mais tarde, nos calibres 8500), acabamento primoroso feito a mão (tinha o selo de Genebra), além de um equilíbrio estético inacreditável.

O relógio foi novamente analisado em profundidade na mesma época pelo Steve Gurevitz, outro famoso do passado que, salvo engano, faleceu. Vejam que absurdo!

http://watchpics.com/watches/others01/Mediums/mchopard01.html

E agora a Chopard lançou uma edição comemorativa de 25 anos do lançamento da sua linha LUC de relógios de alto nível... Sim, lá se vão 25 anos!

O relógio não possui o apelo "Patek Calatrava" do primeiro modelo, que tinha um tamanho moderno para a época, na faixa dos 37 mm, com mostrador guilhoche, etc... Tem uma pegada mais jovial, das fontes escolhidas pela marca, passando pelo mostrador "setorizado", assim como bracelete. Mas manteve o padrão altíssimo de acabamento do mostrador, ponteiros, indexes e, claro, movimento. Parece-me, pelas fotos, que há aí um mix de acabamentos manuais e feitos à máquina. Foi-se, também, o regulador "pescoço de cisne" do passado e o contraste do ouro "dourado" dos primeiros movimentos LUC 1.96. O acabamento do passado era melhor... Mas que pitelzinho! Para mim é um dos relógios mais bonitos lançados nos últimos tempos.

Vejam:

https://forums.timezone.com/index.php?t=tree&goto=7692140&rid=12189#msg_7692140


https://monochrome-watches.com/chopard-luc-qf-jubilee-limited-edition-hands-on/



« Última modificação: 06 Abril 2021 às 20:11:56 por flávio »

*

Offline igorschutz

  • *****
  • 7.815
  • Santo Anjo do Senhor de piroquinha
    • Ver perfil
    • http://igorschutz.blogspot.com/
Re:Chopard LUC Jubilee
« Resposta #1 Online: 07 Abril 2021 às 12:42:47 »
Não custava nada fazer o rotor dourado. Ficou bem mais feio assim, monocromático.
Opinião é como bunda: todos têm a sua. Você dá se quiser.
Opinião é como bunda: você dá a sua e eu meto o pau.

NÃO ACREDITE NO QUE 'FALAM' AQUI, ESTUDE BEM E TIRE SUAS PRÓPRIAS CONCLUSÕES