Autor Tópico: TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!  (Lida 3058 vezes)

Offline GuilhermeLago

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 701
    • Ver perfil
TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Online: 10 Outubro 2016 às 10:33:26 »
A TAG-Heuer fechou patrocínio com a equipe americana de ciclismo BMC. Apesar da equipe ser sediada nos EUA, sua origem é suíça,e as bicicletas são fabricadas lá.



É bom ver que o ciclismo vem recuperando sua imagem e atraindo de volta grandes patrocinadores.

Offline FPiccinin

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 1.575
    • Ver perfil
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #1 Online: 10 Outubro 2016 às 13:49:04 »
A BMC é uma fabrica de bicicletas Suiça, porém, a sede da equipe ciclismo é no USA.

"3 letters, 2 companies, a very similar DNA, shared values, for a long-term shoulder to shoulder commitment with the highest ambitions.

TAG + BMC = Swiss Made

TAG + BMC = High Tech

TAG + BMC = Exclusiveness

TAG + BMC = Avant Garde Spirit"

Fonte:http://www.bmc-switzerland.com/us-en/experience/the-feedzone/tag_heuer_returns_to_cycling_with_bmc_racing_team_closing_a_20_year_hiatus/

Offline CHICO

  • Membro Sênior
  • ****
  • Mensagens: 345
    • Ver perfil
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #2 Online: 10 Outubro 2016 às 13:50:26 »
Se não me engano o Biver é irmão do organizador do Tour de Suisse Marc Biver, e é amigo de longa data do dono da equipe BMC, o milionário Andy Rihs.
Depois de 25 anos a TAG volta ao ciclismo. Parece que o plano ta TAG (LVMH Group) é no futuro ser a patrocinadora principal da equipe.

O lançamento oficial da TAG-Heuer como co-patrocinadora da Equipe suíça BMC, aconteceu na véspera do Campeonato mundial de contra relógio por equipes, em Doha, fortalecendo a origem suíça da equipe. Houve também na oportunidade, o lançamento da nova bicicleta de contra relógio da marca, a nova e aprimorada BMC Time Machine 01.

A equipe BMC era a atual bicampeã da prova, e favorita ao titulo, mas... terminou em segundo lugar, 12 segundos atras da equipe Etixx - Quick Step (Bélgica). Se tivessem ganhado, a festa seria perfeita, mas o "se" atrapalhou.

Links:

http://www.cyclingnews.com/news/tag-heuer-to-sponsor-bmc-in-2017/

http://www.cyclingnews.com/news/bmc-confirms-tag-heuer-as-new-sponsor-for-2017/

Fonte: CyclingNews http://www.cyclingnews.com

Offline raulfragoso

  • Membro Sênior
  • ****
  • Mensagens: 261
    • Ver perfil
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #3 Online: 10 Outubro 2016 às 14:13:00 »
Que ótima notícia, tomara que o ciclismo consiga limpar a mácula do Festina affair e continue atraindo mais grandes marcas da horologia.
"It's easy to make something complicated, but much less easy to make it simple." - François-Paul Journe

Offline Dicbetts

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 1.880
    • Ver perfil
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #4 Online: 10 Outubro 2016 às 16:13:43 »
Que ótima notícia, tomara que o ciclismo consiga limpar a mácula do Festina affair e continue atraindo mais grandes marcas da horologia.

Foi o suficiente para arrebentar a imagem da Festina e quase contaminar sua marca premium, a Perrelet (que não é citada no site da FG).

Sobre a TAG Heuer, o Biver só tem dado bola dentro. Começou com a Red Bull Racing de F1, colocando o nome da relojoeira nos motores da Renault.

Depois, bancando a cronometria dos jogos da Premier League. Se contar a cronometria da Carrera Panamericana (que começa quarta-feira) e mais algumas coisas que não, a marca vem apostando pesado em atividades esportivas.

O Bernard Arnault não levou o Biver para sua coudelaria à toa.

Dic


Offline CHICO

  • Membro Sênior
  • ****
  • Mensagens: 345
    • Ver perfil
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #5 Online: 10 Outubro 2016 às 19:12:45 »
Que ótima notícia, tomara que o ciclismo consiga limpar a mácula do Festina affair e continue atraindo mais grandes marcas da horologia.

Infelizmente acho que não, no momento estão colocando panos quentes em um caso envolvendo a equipe SKY (Inglaterra), que usou uma brecha nas regras para se beneficiar de substâncias ilícitas.
Essa é uma mácula que TODOS (isso mesmo, TODOS) os esportes tem. Eu acho isso lamentável. Hoje eu assisto a algum esporte, por gostar do jogo ou da corrida, mas não tenho mais ídolos; não caio mais nessa ::)

E sim, seria interessante outros grupos e marcas de relógios patrocinarem o ciclismo, pois o esporte está se tornando cada dia mais global, saindo do curral europeu; inclusive com corridas cada dia mais importantes nos Emirados, e com interesse crescente de países asiáticos em sediarem provas de grande porte; isso está alinhado com o mercado de relógios, que também cresce cada dia mais nesses locais (de acordo com o que leio por aqui. Me corrijam se estiver enganado)

Offline CHICO

  • Membro Sênior
  • ****
  • Mensagens: 345
    • Ver perfil
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #6 Online: 17 Outubro 2016 às 18:06:32 »
Depois do Grupo Louis Vuitton (LVMH Group) colocar a marca Tag Heuer na equipe Suíça de ciclismo BMC; ela agora pretende expandir ainda mais seus interesses em empresas de esporte e laser, e entra em negociações com Fausto Pinarello para a compra da consagrada e tradicional marca italiana de bicicletas Pinarello, pretendendo usar o prestigio da marca, para adentrar esse mercado.
Segundo a fonte, falta agora apenas as partes chegarem ao preço final para o negocio concretizar, e caso concretize, Fausto Pinarello continuará sendo o CEO da marca.

Parece que a realização de provas de ciclismo cada dia mais importantes em países dos Emirados Árabes e Ásia, começa a chamar a atenção do mercado de luxo para esse esporte; o que se confirmar, será excelente para o ciclismo, pois pode atrair marcar concorrentes do LVMH Group; quem sabe um dia teremos a equipe Rolex ::)

Fonte: Cyclingnews
http://www.cyclingnews.com/news/louis-vuitton-set-to-buy-pinarello/

Offline FPiccinin

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 1.575
    • Ver perfil
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #7 Online: 17 Outubro 2016 às 19:30:28 »
É interessante, mas tenho muito receio que a relação do ciclismo com o luxo deixe esse esporte que já é caro, ainda mais caro.

Abs.

Flávio

PS.: Como não sou fã da Pinarello essa aquisição não irá mexer em nada com os meus hábitos de consumo e desejos. :P :P :P :P

Offline raulfragoso

  • Membro Sênior
  • ****
  • Mensagens: 261
    • Ver perfil
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #8 Online: 17 Outubro 2016 às 20:12:21 »
Como ciclista, também não sou muito fã da Pinarello, mas acho que é mais por questões regionais (nunca tiveram uma representação expressiva aqui no Brasil) e financeiras (são bicicletas realmente caras). Não sei muito bem o que pensar ainda sobre essa aquisição por parte do LVMH Group, mas se considerar que os quadros Pinarello são os mais falsificados atualmente, compreende-se a glamourização acerca da marca.

Como o Flávio disse, também espero que não acabe inflacionando ainda mais o custo desse esporte, se bem que sempre poderemos recorrer à Seiko do ciclismo: a Shimano  ;D
"It's easy to make something complicated, but much less easy to make it simple." - François-Paul Journe

Offline Carretera18

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 1.074
    • Ver perfil
    • Diário da maionese
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #9 Online: 17 Outubro 2016 às 20:17:46 »
É interessante, mas tenho muito receio que a relação do ciclismo com o luxo deixe esse esporte que já é caro, ainda mais caro.

Abs.

Flávio

PS.: Como não sou fã da Pinarello essa aquisição não irá mexer em nada com os meus hábitos de consumo e desejos. :P :P :P :P

Só um comentário off-topic.

Pare pessoas da minha idade, a Pinarello era a Ferrari das bikes e o Miguel Indurain o ídolo de quem curtia ciclismo.

O comentário do Flavio me fez relembrar desta época que eu sonhava em ter uma bike da marca...



Abraços

Marco Y


Sent from my iPhone using Tapatalk
Instagram:@carretera18
Flickr: marcoy

Offline FPiccinin

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 1.575
    • Ver perfil
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #10 Online: 17 Outubro 2016 às 21:17:07 »
Bem lembrado Carretera...kkk
Mas nos tempos atuais ha marcas fazendo coisas mais legais que a Pinarello e para os quadros classicos, sempre preferi as Colnago.

Offline raulfragoso

  • Membro Sênior
  • ****
  • Mensagens: 261
    • Ver perfil
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #11 Online: 17 Outubro 2016 às 21:43:24 »
Se for para relembrar os clássicos, também fico com Colnago - e claro, com grupo e rodas Campagnolo  :D 8) :-*
"It's easy to make something complicated, but much less easy to make it simple." - François-Paul Journe

Offline flavio

  • Administrador
  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 9.056
    • Ver perfil
    • Relógios Mecânicos
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #12 Online: 17 Outubro 2016 às 21:57:00 »
As Pinarello ainda possuem designs bastante singulares e os últimos resultados do Tour estão aí para comprovar que funcionam. Não só: qualquer review das Pinarello top irá demonstrar que possuem um ride excelente e usam os melhores materiais.

Contudo, porém, no entanto... Nem mesmo as Pinarello top de linha são feitas mais na Itália. As Colnago também não, salvo os dois modelos top (que compartilham o mesmo quadro) e as Master em aço. A vantagem da Colnago é que eles ainda conseguem fazer na Itália num custo "razoável" porque usam construção mesmo em carbono com cachimbos.

Porém, contudo, no entanto... Ambas as marcas não são nem de longe o que eram no passado. Veja, não estou dizendo em relação aos produtos, que são bons, mas em relação ao tal savoir faire que tanto falam aqui. Ambas apresentam bicicletas que oferecem o mesmo que as top de linha, por exemplo, da Specialized (para mim a epítome da boa bike feita em massa, o McDonald´s), sem alma alguma.

Tenho visto um retorno de várias pessoas aos produtos de ciclismo que de fato apresentam um "algo mais", talvez por isso o bom crescimento do mercado de independentes, como na relojoaria: pessoas que querem sim uma super bike, mas não uma Ferrari, coisa que se compra em loja, mas um Konisseg, se me fiz entender.

E hoje, na Itália, quem está à frente e pode ser considerado o supra sumo da bike artesanal é a Passoni

Feita artesanalmente, para suas medidas e, claro, em titânio, como o tal SR 71 citado alhures.

http://www.passoni.it/


Foi mal o off topic, não resisti.


Flávio

Offline CHICO

  • Membro Sênior
  • ****
  • Mensagens: 345
    • Ver perfil
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #13 Online: 17 Outubro 2016 às 23:30:03 »
É interessante, mas tenho muito receio que a relação do ciclismo com o luxo deixe esse esporte que já é caro, ainda mais caro.

Abs.

Flávio

O ciclismo, pelo menos dos 90s pra cá, tem sido patrocinado por Bancos, Empresas de comunicação e Estatais; o que quero dizer: Investidores mais forte$ do ponto de vista do apelo popular (como Luxo por exemplo) dariam ainda mais exposição ao esporte, e a coisa ficaria mais cara entre os profissionais, ou seja, será mais difícil um milionário entrar no jogo, brincar um pouco e depois sair de cena, fazendo uma bagunça, deixando um monte de profissionais "a pé", como recentemente o Oleg Tinkoff fez. A coisa ficaria mais profissional, como o futebol europeu por exemplo (guardando as devidas proporções) Mas para o amador, ou para os ciclistas juniores (que almejam o profissionalismo) acho que não vai encarecer, pelo contrario, essa maior exposição tem criado vários eventos amadores, que não existiam antes, hoje pode-se conhecer muitos países através do turismo que o ciclismo tem proporcionado através de GranFondos, Le Etapes, Eroica etc... que tem colocado o ciclismo no mapa, para pessoas que antes não o conheciam como esporte. Agora... material esportivo, continuará caro, como sempre foi, em todos os esportes, independente dos patrocinadores.

Só um comentário off-topic.

Pare pessoas da minha idade, a Pinarello era a Ferrari das bikes e o Miguel Indurain o ídolo de quem curtia ciclismo.

O comentário do Flavio me fez relembrar desta época que eu sonhava em ter uma bike da marca...

Abraços

Marco Y
Sent from my iPhone using Tapatalk

O Miguel Indurain também era um dos que eu era fan na época. Eu também sou dessa época ::)
Mas tive a oportunidade de possuir uma Pinarello nos últimos anos que corri, a minha, era como a que foi usada no Tour de 96 pelo Bjarne Riis, porém com cor amarelo fluorescente.
Hoje rodo de Specialized, boa bike, mas não tem "aquele charme", e eu não gosto do visual de quadro Sloping :P

Se for para relembrar os clássicos, também fico com Colnago - e claro, com grupo e rodas Campagnolo  :D 8) :-*

+1 :-* Sou Fan da Colnago, essa é a Ferrari das bikes; é o meu Grail, uma Colnago fabricada na Itália com geometria tradicional (como as bikes que usei no passado) ;D

Contudo, porém, no entanto... Nem mesmo as Pinarello top de linha são feitas mais na Itália. As Colnago também não, salvo os dois modelos top (que compartilham o mesmo quadro) e as Master em aço. A vantagem da Colnago é que eles ainda conseguem fazer na Itália num custo "razoável" porque usam construção mesmo em carbono com cachimbos.

Esses Cachimbos são a marca registrada da marca, acho que enquanto o Ernesto Colnago for vivo, eles não desaparecem. Os quadros top de carbono, c59 e c60 (que você mencionou) são feitas a mão na itália, com o processo de fabricação com cachimbos, e são as mais caras da marca. As Master em aço, além de ser produção artesanal, é pintada a mão; a pintura ao vivo é muito bonita. A master se não me engano foi a bike mais vitoriosa da história, mas hoje é um quadro para saudosistas, é arte. (ainda vou ter uma dessas também ::))

Porém, contudo, no entanto... Ambas as marcas não são nem de longe o que eram no passado. Veja, não estou dizendo em relação aos produtos, que são bons, mas em relação ao tal savoir faire que tanto falam aqui. Ambas apresentam bicicletas que oferecem o mesmo que as top de linha, por exemplo, da Specialized (para mim a epítome da boa bike feita em massa, o McDonald´s), sem alma alguma.

Perfeito!

Tenho visto um retorno de várias pessoas aos produtos de ciclismo que de fato apresentam um "algo mais", talvez por isso o bom crescimento do mercado de independentes, como na relojoaria: pessoas que querem sim uma super bike, mas não uma Ferrari, coisa que se compra em loja, mas um Konisseg, se me fiz entender.

E hoje, na Itália, quem está à frente e pode ser considerado o supra sumo da bike artesanal é a Passoni

Feita artesanalmente, para suas medidas e, claro, em titânio, como o tal SR 71 citado alhures.

http://www.passoni.it/


Foi mal o off topic, não resisti.


Flávio

Nesse seguimento, a Passoni é foda mesmo, muito chic.

E esse movimento de pessoas procurando produtos, de independentes, que além de premium ainda tem um "algo a mais", é cada dia mais crescente mesmo.

Inclusive, o Peter Chong do Deployant, entre essas bikes com algo a mais, tem:

Uma Pegoretti  https://www.instagram.com/p/iQ4fMxF0Zl/?taken-by=peterdeployant
Uma Baum https://www.instagram.com/p/ghF-jsF0WJ/?taken-by=peterdeployant

Das de Loja:
Uma Pinarello  https://www.instagram.com/p/ylPNN-l0dn/?taken-by=peterdeployant

E uma Soma, pro batidão  https://www.instagram.com/p/fq1k7el0Te/?taken-by=peterdeployant 
https://www.instagram.com/p/p3GBxwl0dR/?taken-by=peterdeployant

Offline FALCO

  • Moderador Global
  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 2.328
    • Ver perfil
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #14 Online: 18 Outubro 2016 às 11:19:30 »
Que ótima notícia, tomara que o ciclismo consiga limpar a mácula do Festina affair e continue atraindo mais grandes marcas da horologia.

Eu tomei conhecimento do caso pelo link da citação.
Para mim, será muito difícil tirar o estigma do ciclismo.
Para mim, ciclismo é sinônimo de doping, o que deve ser algo injusto da minha parte.
FRM: contra argumentos, não há fatos !!!

Offline raulfragoso

  • Membro Sênior
  • ****
  • Mensagens: 261
    • Ver perfil
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #15 Online: 18 Outubro 2016 às 12:34:15 »
Eu tomei conhecimento do caso pelo link da citação.
Para mim, será muito difícil tirar o estigma do ciclismo.
Para mim, ciclismo é sinônimo de doping, o que deve ser algo injusto da minha parte.

Infelizmente esse pensamento é muito comum acerca do esporte.
Se quiser ler em detalhes sobre esse período negro do ciclismo, recomendo o livro A Corrida Secreta de Lance Armstrong.
"It's easy to make something complicated, but much less easy to make it simple." - François-Paul Journe

Offline FPiccinin

  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 1.575
    • Ver perfil
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #16 Online: 18 Outubro 2016 às 13:14:48 »
Esportes endurance e doping andam juntos e com os resultados desejados pelo publico, patrocinadores, mídia....vão continuar andando bem agarradinhos.
Quem pedala sabe o que é, ou imagina o que é pedalar 100~200 km de montanha....agora imaginem fazer isso por 23 dias, sendo assim, é inocência acreditar que quem anda na ponta não recebe nenhum tipo de ajuda externa, inclusive de drogas licitas e ilicitas.

Abraço

Offline CHICO

  • Membro Sênior
  • ****
  • Mensagens: 345
    • Ver perfil
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #17 Online: 18 Outubro 2016 às 13:38:57 »
Eu tomei conhecimento do caso pelo link da citação.
Para mim, será muito difícil tirar o estigma do ciclismo.
Para mim, ciclismo é sinônimo de doping, o que deve ser algo injusto da minha parte.

Sim é injusto.
O caso é que o ciclismo, é um esporte, que bem ou mal, se sujeita a testes antidopping de maneira sistemática e em um volume muito alto, por isso tantos escândalos. Por outro lado, na NBA, NHL, NFL... um jogador pode cheirar cocaina, usar anabolizantes, analgésicos, e ir direto pro jogo, que nada acontece, pois não há teste antidopping. No futebol, há o uso de substancias proibidas, e por vezes os jogadores são pegos, mas as federações encobrem quando o caso é de um peixe grande, como o Ronaldo Fenômeno, que ja foi pego (na mesma operação que pegou vários ciclistas) e não deu em nada.
E recentemente, o grupo Fancy Bears hackeou os arquivos da WADA (agencia mundial anti dopping) e veio a tona inúmeros casos de uso de substancias proibidas nos mais diversos e "limpos" esportes.

Esportes endurance e doping andam juntos e com os resultados desejados pelo publico, patrocinadores, mídia....vão continuar andando bem agarradinhos.
Quem pedala sabe o que é, ou imagina o que é pedalar 100~200 km de montanha....agora imaginem fazer isso por 23 dias, sendo assim, é inocência acreditar que quem anda na ponta não recebe nenhum tipo de ajuda externa, inclusive de drogas licitas e ilicitas.

Abraço

Qualquer esporte, qualquer um, vide os que citei acima, e inclua Tenis (anabolizantes e analgésicos), Tiro (beta-bloqueadores), Xadrez (medicamentos para TDA), e se Ballet fosse esporte, seria um festival de exames positivos para analgésicos e inibidores do apetite. Não escapa NENHUM. A trapaça está presente em todos, sem exceção.

Sou absolutamente contra esse tipo de comportamento, pois ele leva a um problema de saúde publica, onde os jovens inspirados em seus ídolos (um Cristiano Ronaldo por exemplo), já entram nos esportes fazendo uso de subterfúgios ilegais e deletérios a saúde.

Esse problema do dopping é um poço sem fim, mas na minha opinião não tem a ver com o esporte, e sim com o mau caráter das pessoas que fazem uso da trapaça para "se darem bem", e a trapaça está presente em todo lugar, no transito, no trabalho... são as pessoas, e não o esporte.

Minha opinião

Offline FALCO

  • Moderador Global
  • Membro de honra
  • *****
  • Mensagens: 2.328
    • Ver perfil
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #18 Online: 18 Outubro 2016 às 22:28:29 »
Esportes endurance e doping andam juntos e com os resultados desejados pelo publico, patrocinadores, mídia....vão continuar andando bem agarradinhos.
Quem pedala sabe o que é, ou imagina o que é pedalar 100~200 km de montanha....agora imaginem fazer isso por 23 dias, sendo assim, é inocência acreditar que quem anda na ponta não recebe nenhum tipo de ajuda externa, inclusive de drogas licitas e ilicitas.
Abraço

Flavio, eu concordo com sua afirmação sobre endurance e doping, mas acho que no ciclismo isto acontece mais do que em qualquer outro esporte.
Quantas competições um ciclista corre por ano, estas durando 2 ou 3 semanas, enquanto um maratonista corre 2 ou 3 maratonas no ano (provas de 2 horas).
Isto colocando 1.500 watts ou mais no pedal.
Pode ser impressão, mas no fim é ela que vale.
FRM: contra argumentos, não há fatos !!!

Offline CHICO

  • Membro Sênior
  • ****
  • Mensagens: 345
    • Ver perfil
Re:TAG-Heuer e BMC - pedala Biver!
« Resposta #19 Online: 18 Outubro 2016 às 23:40:00 »
Quantas competições um ciclista corre por ano, estas durando 2 ou 3 semanas, enquanto um maratonista corre 2 ou 3 maratonas no ano (provas de 2 horas).

Só existem 3 competições de 3 semanas por ano, e raramente um ciclista corre as 3. Apesar do maratonista participar de menos competições, ele treina muito, e são nesses momentos de menor fiscalização que eles usam substancias proibidas.
E no ciclismo existe a facilidade do vacuo, nenhum ciclista faz força o tempo todo como um corredor de rua, com exceção das provas contra o relógio, mas essas tem distancia de 50 ou 40 Km (isso no profissional); qualquer cicloturista pedala essa distancia numa boa.
Como disse, a maior exposição do ciclismo ao numero de casos, se deve justamente a fiscalização, o ciclismo é um dos esportes mais testados.

Quanto a dopping (trapaça) ela está presente em todos os esportes, e nos que fazem vista grossa como o futebol, tênis, Golf (como que aqueles coroas dão aquelas tacadas de longa distancia?) Sem contar as ligas profissionais americanas, que nem anti dopping tem! Vou além, os maiores usuários de hormônios sem finalidade terapêutica, são pessoas comuns que estão em busca da beleza a qualquer custo, inclusive indo a médicos que prescrevem tais "terapias" (modulações) que são condenadas pelo CFM; Vejo isso diariamente.
Com certeza uma Panicat usa mais hormônios que um atleta de endurance ;D