Exibir mensagens

Esta seção lhe permite ver todas as mensagens deste membro. Note que você só pode ver as mensagens das áreas às quais você tem acesso.


Tópicos - ESTRELADEDAVI

Páginas: [1]
1
Fórum principal / O EMBLEMÁTICO OMEGA MEMOMATIC
« Online: 18 Maio 2013 às 19:52:24 »
[/URL][/img]

O EMBLEMÁTICO OMEGA MEMOMATIC
  
O seu nome tem como origem duas palavras: MEMOry, como dizia seu manual de época, este relógio era uma “segunda memória” para seu usuário, tendo a responsabilidade de lembrá-lo de forma eficiente, através de um alarme, de compromissos que poderiam ter sido esquecidos e autoMATIC, pelo fato do relógio ser automático, inclusive o próprio alarme, dando ao seu proprietário a comodidade de apenas ajustar o momento em que gostaria que o alarme fosse acionado.
  
Segundo pesquisei, o responsável pela criação deste calibre foi Raoul-Henri Erard e foram fabricados 35.000 unidades do calibre 980 que equipa os MEMOMATIC, num período curto de tempo, cerca de 1 ano (1970 – 1971).

[/URL][/img]

Acho esse relógio fascinante, apesar de ter uma máquina complexa, visto pelo mostrador à primeira vista parece um relógio simples, porém é aí que se engana, o que mais intriga no calibre 980 é o fato de um único tambor de corda manter duas funções: corda para o relógio e alarme ao mesmo tempo. Outra característica interessante desse relógio é a mudança instantânea de data.

[/URL][/img]

[/URL][/img]

Agora com relação ao MEMOMATIC tenho algumas dúvidas (se algum amigo do Fórum puder responder agradeço):
  
1 - Na época do lançamento foi dito que era o primeiro relógio do mundo com a função de alarme do tipo automático, e até os dias de hoje existe ou já existiu algum relógio com a função de alarme automático além do MEMOMATIC?
  
2 – Como pode um único tambor fornecer energia para duas complicações distintas ao mesmo tempo (relógio e alarme), como isso é possível?

3 – O mecanismo de mudança de data instantânea é parecido com o sistema usado pela Rolex no calibre 1570?

4 – Alguém sabe por que o relógio foi descontinuado? Afinal foi um período curto de produção

Obs.: Todas as imagens são da internet.

Abraços

Weber

2
Fórum principal / Evolução do Cronômetro Marítimo
« Online: 16 Outubro 2011 às 16:21:37 »

Encontrei na Internet já faz algum tempo um artigo em PowerPoint, com o tema: “Evolution of the Marine Chronometer”.
Obs.: Infelizmente no texto original não há menção ao autor, então não sei quem escreveu e não lembro mais em que site peguei.
Portanto friso que a única coisa que fiz foi traduzir e nada mais, se tiver algum erro de tradução peço desculpas desde já, bem, segue abaixo os trechos que achei mais interessantes:


A Competição Internacional

•   A nação que fornecesse uma solução para o problema da longitude teria uma grande vantagem comercial sobre os mares.
•   O Decreto da Rainha Anne e do Conselho de Longitude foi criado para estimular o interesse dos ingleses.
•   Os governos da França e Espanha ofereceram prêmios semelhantes.
•   Filipe de Portugal teve uma grande influência no desenvolvimento marítimo com o uso da bússola e da Estrela do Norte.
As importantes competições do século XVIII foram entre os franceses e os ingleses.


Harrison e o Decreto da Rainha Anne

•   John Harrison construiu o primeiro Cronômetro Marítimo de sucesso, H1 em 1735, em resposta ao Decreto da Rainha Anne cujo prêmio de 20.000 libras foi oferecido em 12 de novembro de 1713.
Seu desenvolvimento final, o H4, concluído em 1759, um mecanismo muito diferente, foi o primeiro Cronômetro Marítimo verdadeiro, capaz de suportar a navegação pelo mundo.


O Problema do Cronômetro

Harrison formulou os requisitos para um cronômetro marítimo. Este trabalho seguiu uma grande quantidade de raciocínio que precederam por 50 anos ou mais.


•   Primeiro, a máquina deve ser insensível à quantidade de energia disponível para conduzir o regulador.
•   Segundo, a máquina deve ser insensível à temperatura.
Terceiro, a máquina deve operar de forma confiável por longos períodos de tempo em condições adversas.

Estes requisitos se tornaram conhecidos como Princípios de Harrison e serviram de modelo para os novos trabalhos de fabricantes ingleses e franceses.


Energia e Isocronismo

•   Primeiro problema de Harrison foi resolvido de duas maneiras.
–   A energia da força motriz destinada ao regulador pôde ser mantida constante ao longo do tempo.
   Fuze, escapamentos destacado e remontoires foram as principais abordagens para este problema.
   O elegante escapamento de força constante foi o último desenvolvimento do conceito remontoire.
–   O regulador pode ser insensível a energia usada para dirigí-lo.
   Espirais isócronas foram a principal expressão da solução para o problema.


Temperatura

•   Segundo problema de Harrison também foi abordado a partir de duas direções. Na oscilação do balanço/mola o problema da temperatura é principalmente devido a mudanças na elasticidade da mola do balanço com a temperatura.
–   A compensação meio-fio é um dispositivo que muda o comprimento efetivo da mola em função da temperatura.
   Este método utilizado por Harrison foi dominante nos próximos 30 anos.
–   O saldo de compensação é um dispositivo que muda o momento de inércia do balanço em função da temperatura.
   O primeiro saldo compensatório de temperatura do balanço foi desenvolvido por Leroy em 1765 e na forma bi-metal comum foi patenteado por Arnold em 1775 e melhorado por Earnshaw alguns anos mais tarde.

   Ambas as abordagens foram finalmente aperfeiçoadas com a metalurgia na primeira metade do século XX.


Durabilidade

•   Os inimigos principais de durabilidade foram a deterioração do óleo, ferrugem e fadiga do metal ao longo do tempo.
•   Harrison falou sobre o problema com o uso de peças de pau-santo laminado, rolos anti-fricção e o escapamento Grasshopper.
•   Mais tarde Arnold utilizou espiral de ouro para evitar a ferrugem.
•   Melhorias contínuas no aço durante o século XIX produziram espirais e molas cada vez melhores.
•   A produção de Espirais de Paládio por Paillard resolveram tanto a ferrugem como o problema do magnetismo com a introdução do ferro que substituiu a madeira nos navios.
•   O último problema resolvido foi a deterioração do óleo. Finalmente resolvido com “Um prêmio” no início do século XX.


Paul Ditisheim
Foi o grande responsável pelo bom desenvolvimento dos modernos óleos sintéticos.


Larcum Kendall

•   Durante muito tempo Harrison teve dificuldade para convencer o Conselho de Longitude a pagar o seu prêmio em dinheiro. (Eventualmente o Rei ordenou que o parlamento o pagasse.)
•   A diretoria insistiu em saber todos os segredos de como fazer o mecanismo antes de atribuir o prêmio. Eles também acreditavam que o cronômetro era muito caro.
•   Harrison estava relutante em parte do que tinha aprendido e desenvolvido.
•   Ele concordou em treinar outro fabricante de cronômetro, Larcum Kendall, para tentar convencer o Conselho de que “um técnico no assunto” poderia fazer os cronômetros.
•   Kendall produziu uma cópia do H4 e mais dois em um design simplificado que teve um desempenho quase igual ao do H4.
K1 e K3 de Kendall foram usados pelo Capitão Cook nas suas viagens de descoberta. K2 estava em uso pelo Capitão. Como doação no momento do motim ele manteve-se nas ilhas Pitcairn pelos próximos 50 anos.


Remontoire de Mudge

•   Thomas Mudge inventou o mecanismo de escape de alavanca que foi dominante nos relógios de cronômetro até a introdução dos relógios elétricos a quartzo.
•   Mudge interrompeu sua carreira como maior fabricante de relógios para perseguir o prêmio e melhorar ainda mais os Cronômetros Marítimos.
•   O “Verde” e “Azul” representam o último desenvolvimento do conceito remontoire.
•   Filho de Mudge encomendou vários cronômetros adicionais para o projeto de seu pai.
–   Os cronômetros construídos por Kendall custaram 250,00 Libras e Kendall percebeu que não poderia ter lucro a esse preço sob essa condição parou a produção.
–   Thomas Mudge Jr. concordou em ser fornecedor para o projeto de Mudge por 150,00 Libras.
Arnold e Earnshaw estavam preparados para vender os seus mecanismos por 80,00 Libras.


Pierre LeRoy e a Escola
Francesa

•   Pierre LeRoy inventou o escapamento de retenção em 1765.
•   LeRoy forneceu uma solução para o equilíbrio termométrico compensado, teoricamente perfeita para o problema de compensação da temperatura.
•   LeRoy estava em uma competição feros com Ferdinand Berthoud e ambas as análises publicaram a íntegra de seu trabalho.
As obras de F. Berthoud, L. Berthoud, Breguet e Motel deram continuidade a uma tradição de cronômetros de elevado nível artístico, porém, impraticavelmente caros.


Cronômetro Marítimo de
Pierre Le Roy

O Cronômetro de Pierre LeRoy teve desempenho teórico igual do H4, fazendo sucesso pela sua praticidade. Ele se encontra no Museu Nacional de Artes e Ciências em Paris.

3
Botequim / MADE IN GERMANY --- NO PULSAR DO TEMPO
« Online: 12 Outubro 2011 às 15:13:08 »

Faz alguns dias recebi a revista "magazin - deutschland.de" publicação número 2/2011, publicação esta que recebe subsídio do governo alemão para divulgação deste país no exterior, um dos artigos tinha como tema "Made In Germany --- No Pulsar do
Tempo", contando a história da relojoaria no país, tanto nos tempos de glória como nas crises, principalmente quando o país foi dividido e a metade onde ficavam as empresas relojoeiras ficou debaixo da "cortina de ferro" da ex URSS. Bem segue abaixo as páginas do artigo. Espero que os amigos do fórum apreciem:












4
Fórum principal / Patinho feio virando cisnei
« Online: 27 Março 2009 às 17:22:47 »
Amigos vejam que interessante, umá máquina visualmente sem graça, mais com um trabalho manual para o tornar esqueleto ficou show, é de ficar de queixo caído.
Filme extraído do thetimetv, cliquem no link e esperem carregar.

http://www.thetimetv.com/index.php?bcpid=1766638235&bclid=1463262326&bctid=17033436001

Abraços

Weber

5
Fórum principal / Apollo 13 - Omega Speedmaster saves the day
« Online: 11 Janeiro 2009 às 20:29:57 »
Boa noite amigos, vi esse pequeno documentário no Youtube de apenas 9 minutos mais que vale a pena.
Nele os astronautas e algumas pessoas que faziam parte da equipe da NASA na missão da Apollo 13 que quase acabou em tragédia, falam sobre o assunto, achei legal (infelizmente é todo em inglês).

http://www.youtube.com/watch?v=LfD99CdU_H0

Abraços

Weber

Páginas: [1]