Exibir mensagens

Esta seção lhe permite ver todas as mensagens deste membro. Note que você só pode ver as mensagens das áreas às quais você tem acesso.


Mensagens - Adriano

Páginas: [1] 2 3 ... 329
1
Fórum principal / Re:Omega Aqua Terra
« Online: 15 Maio 2020 às 20:24:15 »
Esse teste deve estar errado. Se o aparelho não estiver programado para o lift angle certo para um mecanismo Co-axial e em um modo de teste especial, não dá para considerar esse resultado.

Abs.,

Adriano

2
Fórum principal / Re:Qual é o relógio??
« Online: 17 Abril 2020 às 21:47:19 »
Esse relógio "duplo" dele já passou pela Watch Time. Precisou de uma troca de bateria bem quando ele estava num evento da Omega por aqui.

E ambos os relógios estão arrebentados de uso!

Abs.,

Adriano

3
Fórum principal / Re:SIHH X Baselworld
« Online: 16 Abril 2020 às 09:38:54 »
Eu também penso como o Estrela. A não ser que a indústria "invente" um formato de feira completamente diferente... sei lá o que, ou como, não consigo nem imaginar. Mas nesse formato que sempre existiu, já era. Já não vinha fazendo sentido, agora então...

Problema é que suíço - em geral - é demorado para mudar de idéia, para reagir às mudanças... Ou pelo menos a indústria relojoeira é.

Abs.,

Adriano

4
Fórum principal / Re:Dúvidas Calendário duplo Cal.7750
« Online: 09 Abril 2020 às 04:16:14 »
Boa sugestão de pauta para o Chronotalk do nosso amigo Adriano.

Estava no forno já! Logo logo sai!

Abs.,

Adriano

5
Fórum principal / Re:Dúvidas Calendário duplo Cal.7750
« Online: 04 Abril 2020 às 23:54:43 »
O que aconteceu aí é exatamente o que o Flávio falou. E não tem jeito de resolver sem desmontar e ressincronizar a roda, isso partido-se do princípio de que ela não se danificou, pois isso só pode ser provocado por tentativa de ussr o acerto rápido durante a fase de mudança. Não tem outra possibilidade disso acontecer.

Mas realmente não tem como acertar isso sem desmontar. E na verdade, ainda bem que era um 7750, que dificilmente quebra quando isso acontece. Em outros calibres a chance de quebrar algo é bem maior.

Abs.,

Adriano

6
Fórum principal / Re:Rubis em mecanismo quartz
« Online: 26 Março 2020 às 23:13:03 »
Temos que ter em mente que os rubis - por serem muito duros e perfeitamente lisos - tem como função essencial reduzir o atrito entre as partes deslizantes. A redução do desgaste é consequência disso. E a segunda consequência disso, tão importante quanto a primeira, é a redução à resistência ao movimento. Nos mecânicos, promovem precisão ao permitirem o mínimo de interferência e perdas na transmissão de força, enquanto nos quartz aumenta a autonomia da bateria ao reduzir a resistência do movimento.

O desgaste é desprezível nos mecanismos a quartzo, pois as forças envolvidas são minúsculas. O torque promovido pelo motor de passo é rizível perto da corda de um mecânico. Por isso o uso de rubis - nos quartz de melhor qualidade - promove maior autonomia da bateria. Esse é o propósito.

Abs.,

Adriano

7
Fórum principal / Re:Posseidon Titanio - f49tt001
« Online: 17 Março 2020 às 09:53:31 »
Mas essa questão de sentido de giro da coroa é uma questão de projeto e não tem nada a ver com nacionalidade, nem com regra, nem com fazer algum sentido. O que acontece na maioria dos casos é que muita gente se acostumou com o habitual da construção dos ETA e estranha o oposto (mais comum do que vice-versa). É uma questão da quantidade de rodas que interligam o pinhão corrediço à minuteria. Cada engrenagem a mais (ou a menos), o sentido de giro se inverte.

Abs.,

Adriano

8
Fórum principal / Re:Soprod lança novo movimento:Newton
« Online: 12 Março 2020 às 15:43:49 »
Também acho que tem cara de tosco, "a la" Claro-Semag.

Abs.,

Adriano

9
Fórum principal / Re:Qual é o relógio??
« Online: 10 Março 2020 às 23:38:32 »
É esse aí. Só vi hoje. Mas não identifiquei se era um 9300 ou Moon. Com NATO. Uma hora achei que era Moon, depois achei que era 9300... minha TV não permitiu resolução melhor que essa.

Abs.,

Adriano

10
Fórum principal / Re:Qual é o relógio??
« Online: 10 Março 2020 às 21:32:26 »
William Bonner tá malandro:

Enviado de meu ASUS_X01BDA usando o Tapatalk


11
Meus dois centavos: por alto, também não vi diferença entre isso e o Co-axial, exceto o fato de que tudo ocorre em um mesmo eixo, e que o impulso é por deslizamento e não tangencial.

Qual a vantagem então? Talvez apenas o fato de ter um impulso - pelo menos um deles - sendo dado diretamente no platô, o que é mais eficiente, mais consistente e menos "perturbador" para o balanço. E provavelmente, com um ângulo de levantamento reduzido, tal como no Co-axial, o que se traduz também em menos perturbação à oscilação natural do balanço.

Abs.,

Adriano

12
Não posso responder precisamente sobre esse calibre, mas muitos calibres mais modernos, especialmente com reservas de marcha mais longas, trabalham com amplitudes ligeiramente mais baixas que aqueles clássicos 290~300º nas horizontais e 270~280º nas verticais, perdendo lá seus 20~30º depois de 24 horas. Esses calibres modernos já trabalham com uns 20º a menos e sem mantém praticamente idênticos depois de 24 horas ou um pouco mais.

Em teoria, isso é melhor. A amplitude teórica ideal é 270º. É a amplitude na qual qualquer erro de equilíbrio do balanço de auto-anula.

Agora, sem querer puxar saco da Omega, mas os 8500 já faziam desempenhos assim faz tempo.

Abs.,

Adriano

13
Fórum principal / Re:Omega Planet Ocean cal 3313.
« Online: 02 Março 2020 às 15:41:23 »
Adriano, quando é feita uma manutenção ou revisão de um destes calibres de versão anterior eles automaticamente são "atualizados" para a última versão? Ou apenas quando é achado um defeito na área específica? Ou nunca? Pode falar um pouco sobre como é a prática? Imagino que cada caso ou marca ou seriedade do update tenha uma ação diferente, mas se puder comentar o geral seria interessante.
Abs

Realmente depende de marca para marca, defeito para defeito. O "causo" das alavancas dos 3303 foi há muito tempo, e minha memória pode falhar. Mas, a troca desses componentes era compulsória e sem custo. A Omega mandava como se fosse dentro da garantia de venda, mesmo estado fora.

A maioria das marcas trata esses problemas dessa maneira. Sobre a obrigatoriedade da troca, aí depende da gravidade, frequência ou probabilidade do defeito, para decidir se a troca é obrigatória, ou só se apresentar defeito. Às vezes um mesmo mecanismo tem mais de um upgrade, sendo um obrigatório, e outro só mediante defeito. É uma decisão realmente técnica da marca.

Abs.,

Adriano


14
Fórum principal / Re:Omega Planet Ocean cal 3313.
« Online: 02 Março 2020 às 09:31:30 »
Adriano.
Estou em negociação com um PO 8500. Se fechar vou mandar na Watchtime aqui do Rio com Elivelton  pra revisão pois ele é de 2013. Consigo elo pra pulseira dele lá ou não?

Enviado de meu Moto Z (2) usando o Tapatalk

Sim, mas sugiro que assuntos da Watch Time sejam tratados diretamente com a Watch Time. Neste caso, precisa consultar diretamente a WT do Rio.

Abs.,

Adriano

15
Fórum principal / Re:Omega Planet Ocean cal 3313.
« Online: 29 Fevereiro 2020 às 15:26:10 »
Inicialmente, sugiro que faça uma busca no Fórum, pois há muita coisa sobre os calibres 3313 e congêneres na nossa base de dados.

Em suma, os 3313 são baseados nos F. Piguet 1185, muito embora fabricados, SALVO ENGANO, pois eu mesmo não reli o que escrevi há anos sobre esse calibre, pela própria Omega. Visualmente, pelo menos na minha opinião, são mecanismos MIL VEZES MAIS BONITOS e aparentemente mas "finos" (de finesse mesmo...) do que os atuais 9XXX que, muito embora tenham sido projetados desde o princípio de forma integrada para o escapamento Coaxial, são horrorosos (mais uma vez, minha opinião...).

O A, B e C nesses movimentos diz respeito basicamente a mudanças na conformação do escapamento coaxial, mas a maioria dos problemas ocorridos nos 3313 não se deram no escapamento, mas alavancas de crono, que se quebravam, amassavam, e não resetavam corretamente com o tempo. As alavancas defeituosas eram substituídas em revisões autorizadas, a título de recall... Eu não sei se essas substituições ocorreram entre as versões, o Adriano pode responder.


Flávio

Na verdade, depois de ter contato com tantos calibres F. Piguet de tantas marcas, eu diria que o Omega 3301 não é baseado no 1185. Semelhantes sim, mas não baseados. Todos os calibres cronos da F. Piguet são muito semelhantes, compartilham muitas coisas em termos de design e construção. E sim, são exclusivos da Omega, mas feitos na planta da F. Piguet.

Os 3313 são as versões com escapamento co-axial. O que mudou das versões A para B foi justamente as peças de acionamento do crono que davam pau. Ou seja, qualquer um da versão B para frente não precisa desse upgrades. E na versão C do 3313 houve mudanças no escapamento, que passou a ser fabricado pelo método LIGA, como são todos, hoje. Ou seja, serviu de plataforma de testes para os escapamentos feitos por LIGA. Depois os 2500 D passaram a usar esse método, e os de manufatura, desde sempre.

Abs.,

Adriano

16
Fórum principal / Re:Novo independente americano: Keaton Myrick
« Online: 20 Fevereiro 2020 às 09:09:18 »
O Dan Spitz está fazendo um relógio (máquina) dele também. Made in "murica".

Abs.,

Adriano

17
Fórum principal / Re:Preço de revisão - Omega Reduced
« Online: 13 Fevereiro 2020 às 18:28:36 »
Sim, desde o início, excelente!
Quero acompanhar quando os gringos descobrirem o canal e perceberem que no meio de Amazônia tem um índio que manja mais que eles.

Bondade, Falco! Mas eu que nem estava acompanhando o desempenho dos vídeos em inglês tomei um susto esses dias pois do nada o vídeo sobre ETA e Sellita em inglês disparou e é de longe o com mais visualizações, 3x mais que a média dos em português e 10x mais que a média dos em inglês. Os mecanismos de busca fisgaram em cheio esse vídeo e agora o conteúdo em inglês começou a dar resultado.

Obrigado pelo apoio e um forte abraço!

Adriano


18
Fórum principal / Re:Apple vende mais que TODA indústria Suíça.
« Online: 13 Fevereiro 2020 às 14:22:23 »
Verdade! Esse é o ponto. Não podemos criticar pois temos também nossas loucuras rsrsrsrsrs

 ;D ;D ;D ;) ;) ;)

19
Fórum principal / Re:Preço de revisão - Omega Reduced
« Online: 13 Fevereiro 2020 às 14:20:31 »
Uma pergunta básica: conseguimos fora da AT autorizada (num bom independente por exemplo) garantir vedação adequada num diver?? Contando q ele não tem as juntas? Eh possível garantir com a junta antiga? Eh possível conseguir uma nova “genérica” e esta funcionar a contento??


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk Pro

Do ponto de vista técnico, a questão é que as juntas têm vida útil. Basicamente, as de elastômeros (borracha, uretano), perdem a elasticidade com o tempo e assim perdem sua capacidade de preencher perfeitamente o espaço que ocupa, e aí ela falha. Mas justamente por serem elásticas, elas são mais fáceis de serem desmontadas e montadas novamente sem problema algum. Elas não rigorosamente descartáveis, de uso único. E pela mesma razão, por serem elásticas, uma diferença micrométrica da dimensão não faz diferença, permitindo uma adaptação. São assim as juntas de fundos rosqueados, coroas, pulsadores e algumas outras. Elas têm que ser elásticas pois precisam resistir à movimentação das peças, e ao mesmo tempo, precisar ser comprimidas para manterem-se no lugar.

Porém, peças fixas, que não se movimentam, como vidros, opta-se por uma junta plástica (hytrel, delrin, nylon, etc.), que tem elasticidade útil muito baixa ou nula. Ou seja, é uma peça que se deforma e não volta à forma original. E já no processo de montagem, ela justamente preenche o espaço entre o vidro e a caixa por se deformar. Por essa razão, essas juntas são de uso único, ou de uso limitado a alguns ciclos rápidos de montagem e desmontagem. Mas justamente por não ter elasticidade, uma vez montada por meses ou anos, ela não volta mais à sua forma original. E pela mesma razão, ela só serve com segurança de manter o vidro fixo e vedar se tiver rigorosamente as dimensões corretas. E para piorar, por serem de secção retangular, estamos falando de mais dimensões envolvidas. Não só diâmetro total e diâmetro da secção importam, mas diâmetro total, largura e altura a seção e eventualmente chanfros que determinam lado de montagem e etc. É uma peça muito mais crítica. É mais arriscada de se reaproveitar após desmontagem, e muito mais complicada de se adaptar.

Posto isso, uma junta pode até vedar se reaproveitada ou adaptada. Tecnicamente isso é plausível. Mas uma coisa é vedar agora. Outra coisa é continuar vedando pelos próximos 12 ou 24 meses (que é a garantia que uma autorizada normalmente dá). Aí entra a parte comercial da coisa: é suicídio garantir e se responsabilizar que uma peça usada ou adaptada funcione perfeitamente pelos próximos 2 anos. Ainda mais porque envolve o risco de um prejuízo muito grande, pois a falha de uma junta pode comprometer mostrador e mecanismo, que são umas das peças mais caras de qualquer relógio.

Em resumo, tecnicamente pode funcionar naquela momento. Isso é uma possibilidade técnica. Mas garantir ou não a longo prazo, é uma decisão comercial/financeira. É um risco. E sem o menor teor de crítica, mas alguns relojoeiros independentes correm esse risco. "Garantem" por meses ou anos a vedação que foi reaproveitada ou adaptada. Mas se falhar, faz como? Garante mesmo e resolve sem custo para o cliente?

A autorizada, ao dar garantia, e mediante uma falha da peça ou serviço, resolve com certeza absoluta, sem custo para o cliente. Não interessa o quanto isso custe internamente. Até isso atende a lei do consumidor. Por isso mesmo, na impossibilidade de trocar todas as juntas por novas e originais, não oferece garantia de vedação.

Mas o independente, pode garantir isso, dessa maneira? Como um independente faz se, por exemplo, entrar água dentro da garantia que ele deu, e perca completamente o mostrador, ponteiros e diversas peças internas, e se bobear a máquina toda, que ele nem tem meios de conseguir avulsos, mesmo que pague? De duas uma, ou ele quebra ao assumir essa conta, ou ele não assume e a conta fica com o consumidor.

Enfim, apenas aspectos técnicos e comerciais da coisa.

Abs.,

Adriano

20
Fórum principal / Re:Apple vende mais que TODA indústria Suíça.
« Online: 13 Fevereiro 2020 às 10:30:28 »
Eu, como fã e usuário de relógios que precisam dar corda todo dia, ou que param se não usar, e que frequentemente custam uma soma relativamente alta de dinheiro e mostram apenas as horas, e que 99,99% das pessoas acham não só bobagem, como quase burrice, não me sinto em posição de criticar smartwatches, muito menos quem os usa e tira total proveito deles.

Abraços!

Adriano

Páginas: [1] 2 3 ... 329